Nos últimos tempos, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC–RJ) tem crescido nas pesquisas e também em popularidade, sendo considerado um expoente candidato conservador para as eleições à Presidência da República em 2018. Entretanto, ele enfrenta diversos problemas para concretizar uma vitória no pleito. A seguir, veja cinco das maiores dificuldades que o capitão do Exército enfrentará.

Apoio político

Apesar de ser possível governar sozinho no Brasil, é extremamente necessário ter apoio parlamentar para aprovar o que o presidente deseja, pois, mesmo governando apenas por decreto e medidas provisórias, ambos serão barrados pelo Congresso uma hora ou outra e não terá eficácia.

Publicidade
Publicidade

Diversas vezes quando tem oportunidade, Jair #bolsonaro e seu filho Eduardo Bolsonaro, também deputado federal, falam que é muito importante que seus eleitores façam mobilizações para eleger candidatos com perfil semelhante para não ocorrer o que foi dito no parágrafo anterior.

Segue adiante uma citação de Eduardo Bolsonaro em uma entrevista recente concedida ao músico Nando Moura: "Não adianta nada estar lá o Bolsonaro ou estar lá o deputado que você gosta sozinho porque fica complicado você articular com pessoas que são ’abortistas’, a favor da legalização das drogas, que não dão suporte para a polícia fazer o trabalho dela, que não dão para você o direito de legítima defesa através de uma arma de fogo. Então, se a gente quer melhorar o congresso, a gente tem que colocar pessoas iguais a nós lá dentro."

Questões legais

Bolsonaro enfrenta atualmente no Supremo Tribunal Federal um processo em que ele é acusado de incitação ao crime de estupro, injustamente ou não, em uma eventual condenação, ele estará automaticamente fora da disputa presidencial.

Publicidade

Partido político

Após as eleições de 2016, Bolsonaro começou a esboçar um retirada de seu atual partido, o Partido Social Cristão, por fazer coligações com partidos de visões políticas contrárias, como o Partido Comunista do Brasil, Partido dos Trabalhadores e outros. O problema é que não há outro partido que o acolha com facilidade e é muito difícil criar um partido político no Brasil, especialmente em tão pouco tempo.

Adversários

Um fator difícil na disputa serão os candidatos adversários. Um movimento que vem crescendo no Brasil é o movimento liberal, que, apesar de não ser inimigo de Jair Bolsonaro, com certeza não será feito uma aliança com ambos.

Mesmo com uma eventual condenação de Lula, a esquerda brasileira ainda acredita que ele possa ser um candidato viável em 2018. Entretanto um possível substituto é o Ciro Gomes, que tem como ponto forte os debates, que, por sua vez, vai dar trabalho.

Sua boca

Bolsonaro é famoso por não ter escrúpulos quando quer dizer algo. Isso, com certeza, irá prejudicá-lo se não mudar isso.

Publicidade

Mesmo dizendo a verdade, na grande maioria das vezes em que ele dá algum tipo de declaração seja em audiência com a imprensa ou em alguma situação em particular, ele acaba dizendo mais do que devia ou não medindo suas palavras. Com isso, acaba sendo interpretado de forma equivocada ou dando vantagem a sua oposição criar narrativas pela mídia em detrimento de sua imagem.

Depois dessas cinco dificuldades apresentadas, podemos ver que não será fácil a candidatura à Presidência. Entretanto, nada é impossível no mundo político. Existe um ponto a ressaltar ainda que ele tem o dilema de arriscar a Presidência e perder ou garantir sua permanência no Congresso com folga. #Bolsonaro2018 #NandoMoura