O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é a prova mais importante do #Brasil, jovens do país inteiro estão se matando de tanto estudar. Alguns podem dizer que é exagero, mas é uma prova que pode definir o resto da vida de muitos estudantes. Tendo como critério o número de acertos de questões objetivas e uma redação, o futuro do país será avaliado e as faculdades se prepararão para receber novos alunos. A questão é: será que essa é a melhor forma de nos avaliar?

Além dos alunos serem submetidos a uma enorme pressão, parece muito difícil escolher uma carreira com base somente no que se ouve falar sobre ela. Poucos têm acesso ao dia a dia de cada profissão e o que realmente se faz nela.

Publicidade
Publicidade

Algumas faculdades têm feito eventos para que estudantes do Ensino Médio assistam às palestras e entendam o que é ser médico, engenheiro, arquiteto etc. Isso é muito importante para que se tenha alguma noção do que enfrentará.

Outra questão também importante é a concorrência injusta, já que nem todos os estudantes têm acesso ao mesmo nível de ensino, mas isso é assunto que rende, e talvez seja melhor ficar para outro texto. O principal é a quantidade de informação cobrada nesses vestibulares. Sim, muitos conceitos são importantes, mas é quase impossível alguém lembrar-se de tudo. No fundo, são provas que testam muito mais uma preparação psicológica do que qualquer outra coisa. Afinal, até os melhores alunos podem ter um dia ruim e acabar indo mal.

A parte mais importante da escrita é transmitir ideias.

Publicidade

Nas redações de grande parte dos vestibulares, os participantes ficam presos a um modelo em que não podem nem expressar a própria opinião. Isso não estimula em nada a criatividade e outros aspectos artísticos, que também são conhecimentos importantes. O prazer em escrever se deve o quanto a escola permite escrever histórias que veem à cabeça ou o que quer que fosse. Agora, porque o sistema cobra, há uma preparação mecânica para escrever de determinada maneira. Muitas vezes, tal característica reflete na ausência da originalidade e criatividade ao escrever.

A solução é trabalhosa, até porque é muito difícil achar uma forma justa de avaliar a todos, mas ainda assim há um questionamento a efetividade do sistema atual. O intuito é formar profissionais em fazer provas de vestibular ou pessoas que, além de saberem conceitos teóricos fundamentais, também têm uma base cultural rica e criatividade para buscar jeitos inovadores de pensar, transformar e solucionar os desafios da vida? O mundo precisa de pessoas que não possam ser avaliadas em dois dias. #Educação #ENEM