A diferença pode ser complexa quando não se quer apreender, mas aprendemos tudo dentro da escola de maneira camuflada: sexo é o aspecto biológico da identidade sexual e é determinado pelas características físicas que caracterizam homens e mulheres (os órgãos do sistema reprodutor e as características sexuais secundárias como barba, seios e afins). Já a orientação sexual diz respeito à atração sexual e afetiva em relação a outras pessoas.

Por fim, temos o gênero, conceito de fundo cultural e histórico, trata-se de uma construção social. Crescemos com ensinamentos de uma série de hábitos e valores conforme nosso sexo biológico: meninos jogam bola e meninas brincam de boneca etc.

Publicidade
Publicidade

Heterossexuais, homossexuais, bissexuais e transexuais são algumas das milhares orientações sexuais

O movimento #LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais) ganha força a cada dia. O que antes tinha que ser obrigatoriamente escondido e camuflado por razões de preconceitos e ataques físicos e morais aterrorizantes está perdendo o medo e provando ao mundo que todos temos direitos e devereis iguais.

As agressões continuam diariamente e com uma força catastrófica para a atualidade, mas a liberdade de qualquer pessoa de ser quem é sem medo e paganismo é o que move montanhas e sorrisos. Uma das conquistas marcantes para o movimento LGBT é o casamento gay, que foi regulamentado há quatro anos no Brasil.

Por outro lado, não podemos esquecer os dados alarmantes de ataques contra esse movimento.

Publicidade

Segundo a Adriana Galvão, presidente da Comissão de Diversidade Sexual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), somente no começo do ano de 2017, o Brasil apresentou um acréscimo de mais de 20% nas agressões contra pessoas LGBT. No ano de 2016, houve 343 mortes, lembrando que 144 vítimas eram travestis e transexuais.

A ignorância de conhecimento são as causadoras dessas índices de horrores no Brasil e no mundo. As religiões e/ou algumas culturas não aceitam outra orientação sexual que não seja heterossexual (pessoas de sexo diferentes que se atraem).

Conheça algumas orientações sexuais

  • Homossexualidade: caracterizar-se pela atração sexual e afetiva entre indivíduos do mesmo sexo.
  • Bissexualidade: quando a pessoa sente atração sexual e afetiva entre pessoas do mesmo sexo e do sexo oposto.
  • Transexualidade: quando a pessoa não identifica-se com o seu corpo e o seu gênero psicológico não corresponde ao físico. A orientação sexual de um transexual está sujeito a sua orientação de gênero. Um homem pode sentir-se mulher e ser lésbica ou heterossexual.
  • Pansexualidade: caracterizada pela atração sexual ou romântica por pessoas independentemente do sexo ou gênero.
  • Assexualidade: pessoas que não sentem atração física, sentimental ou sexual com nenhuma pessoa e não sentem desejo pelo prazer sexual.

Pessoas geralmente dizem ‘’aceitar’’ as pessoas de orientações diferentes.

Publicidade

Ninguém deve aceitar nada, todos seres vivos do mundo são especiais e plenos da maneira que são. Quando o ser humano tem ética, moral e cumpre com seus papéis de cidadão (direitos e deveres), a vida sexual dele não cabe a ninguém, nem muito menos a maneira como ele se veste ou fala. #casamentogay #movimentolgbt