Quando “desapareceu”, em 27 de março, #Bruno Borges, de 25 anos, de Rio Branco, #Acre, deixou estampado 14 livros escritos com criptografia simples (símbolos representavam letras e números) pelo teto e paredes do quarto onde dormia. No local também havia uma estátua de tamanho real do filósofo cristão Giordano Bruno (1548-1600), que acreditava em alienígenas, avaliado em cerca de 10 mil reais.

O inesperado sumiço do rapaz, aliado às enigmáticas escritas, rapidamente atraiu atenção da imprensa internacional e de curiosos, que chegaram a pensar que ele havia sido abduzido por alienígenas.

Porém, na manhã desta sexta-feira (11), depois do primeiro livro ser publicado e entrar para a lista dos mais vendidos do mês de julho, conforme a PublishNews, o rapaz voltou para casa, são e salvo.

Publicidade
Publicidade

A informação, dada com exclusividade pelo portal ac24horas, do Acre, rapidamente foi disseminada pela imprensa brasileira – veja manchete.

Apesar da ausência de Bruno ter instigado a imaginação de indivíduos influenciados por teorias conspiratórias, crenças religiosas e até mesmo pela ideia de uma eventual participação extraterrestre no episódio, a Polícia Civil daquele estado, dias após o desaparecimento, já tinha percebido que se tratava de marketing publicitário com objetivo de vender as ideias do jovem.

Conforme a redação do portal ac24horas, que contatou Athos Borges, pai do mais “novo escritor”, adepto de Paulo Coelho, o genitor não quis comentar sobre o retorno do filho.

Publicidade

Se limitou a dizer que ele voltou para o lar e acentuou que a família não dará depoimento sobre o acontecido. “Só mais pra frente”, disse Athos antes de desligar o telefone.

A Obra

O primeiro livro da séria TAC - Teoria da Absorção do Conhecimento (191 páginas), formado de conceitos religiosos e esotéricos, que ele diz ser exclusivo de seu conhecimento e puramente filosófico, adquirido pelo jornalista Cauê Muraro, do portal G1, é basicamente uma literatura machista, onde os sábios são somente homens: Platão, Sócrates, Thomas Edison, Voltaire, Gandhi, Buda, Van Gogh, Nikola Tesla etc. Mulheres não entram na lista.

O rapaz também revela outra mensagem maluca aos leitores desejosos por tornarem-se mestres ocultistas como ele: nada de sexo!

No entendimento do “mestre dos magos”, o sexo é uma perda de tempo. Ele prejudica o conhecimento e ainda resulta num grave efeito colateral: o nascimento do bebê (dá pra acreditar nisso?). Em suma, a obra parece um monte de asneiras.

Porém, talvez, nós, meros mortais, não sejamos capazes de compreender a genialidade do autor. #desaparecido