O ato de #infidelidade traz diversos questionamentos ao relacionamento e, apesar de muitas pessoas duvidarem, pode ser um ponto positivo. A traição é a prova de que pode haver algo errado na relação e exige a atenção do casal.

A #Terapeuta e coach Lissandra Cristine Bassi diz que a traição causa dor, ressentimentos e brigas, por funcionar como uma inconsciente intenção de camuflar ou ocultar algo que já não funciona tão bem como antes. Muitas vezes, a falta de comunicação, de carinho e de sexo é o ponto principal para desencadear uma infidelidade, pois parece bem mais fácil “cair em tentação” do que resolver os problemas que a cada dia parecem maiores.

Publicidade
Publicidade

Diversos são os motivos para perder a motivação de se manter em um relacionamento. A rotina, a falta de diálogo, o trabalho, os filhos, ou seja, ter outras prioridades pode sim deixar a relação morna. Tudo isso fará com que as expectativas do parceiro sejam frustradas a tal ponto de fazê-lo sentir-se deixado de lado. Muitos casais fantasiam que a estabilidade emocional e financeira é suficiente para manter um compromisso, porém essa crença pode virar uma grande armadilha e fazer com que a traição seja pensada e realizada pelos cônjuges.

Luciano Passionoto, psicoterapeuta e terapeuta de casais, explica que a traição pode levar o casal a rever suas prioridades e refletir sobre como conduzem a vida a dois, verificando os motivos que influenciaram a “pulada de cerca” do parceiro. O esforço mútuo para consertar a situação surge como impulso inicial para dar vida nova ao relacionamento e trazer de volta o humor, prazer, diálogo, união e força.

Publicidade

O analista de mídias J. M (29) relata que a traição serviu para que ele e sua namorada percebessem que eram imaturos e que lidavam mal com o compromisso, o que ajudou a ambos a engatarem uma nova fase e uma nova postura no convívio.

Acontecimentos considerados negativos, como mudanças financeiras, traição, doença e acidentes podem ser importantes catalisadores para que homens e mulheres percebam que estão conduzindo a vida e as coisas de forma adversa a que gostariam. Uma administradora de empresas, G.C.H. (32) conta que ao concluir a faculdade traiu o namorado, o que a fez perceber que não estava preparada para um compromisso, pois os planos dela era estudar em outro país e ser fiel aos seus mesmos.

Para Luciano Passionoto e para a psicóloga Marina Vasconcellos, a falta de compreensão e de diálogo são grandes motivadores da traição, porém a mesma serve como alerta para que o casal dê mais atenção às reclamações e insatisfações do outro.

A traição serve para que o casal possa se reinventar e recomeçar a relação com nova postura, maior comunicação e compreensão dos desejos do outro, como também para encerrar algo que já não está fazendo bem ao casal, tornando-os livres para buscarem recomeços com outras pessoas ou outros planos.

Gostou do nosso artigo? Então marque os amigos nas redes sociais e siga o nosso trabalho. Obrigado. #relaçao