Já pensou em deixar o carro na garagem e colocar a bicicleta para rodar? As vantagens podem ser muitas. Pode-se aproveitar e já fazer uma atividade física, economizar na gasolina, desviar dos carros parados no trânsito e o melhor de tudo, você também poupa o meio ambiente de tanta poluição.

O movimento não é de hoje não. O site Vá de Bike tem o intuito de estimular o uso de bicicletas nas cidades e existe desde 2002. Lá estão dicas para quem está iniciando nas pedaladas, informações sobre legislação, chamadas para ações, além de notícias e reportagens a respeito do uso de #bicicleta nas ruas.

Outra novidade para os ciclistas é o aplicativo #woole, que promete ser o Waze para quem anda de bicicleta.

Publicidade
Publicidade

A proposta é muito simples. O aplicativo calcula rotas seguras para quem quer ir e vir de bicicleta. A Woole faz rotas personalizadas para quem está com pressa, ou para quem quer curtir o vento nos rosto, até mesmo para quem quer ir apenas por ciclovias. O intuito é melhorar a experiência do usuário no uso da bicicletas, seja para passeios ou para trabalho.

Estatísticas

No Brasil, há uma quantidade exacerbada de carros, e com muita frequência, se observar o trânsito, normalmente há apenas uma pessoa nos carros. Na cidade de São Paulo, por exemplo, tem-se seis milhões de carros registrados, cerca de um carro a cada duas pessoas. Porém, na maior cidade do país, o crescimento do número de carros é maior que o crescimento do número pessoas, ou seja, logo essa marca se inverte. Nunca foi tão importante repensar em como se locomover.

Publicidade

Andar de bicicletas é fazer parte de um movimento que se preocupa com o meio ambiente, se preocupa com o bem-estar das pessoas, mas, principalmente, é um movimento que se preocupa como futuro do planeta.

Exemplos vindos de fora

A capital da Dinamarca, Copenhague, na Europa, é exemplo no uso de bicicletas. Cerca de 50% da população utiliza bicicletas como meio principal de transporte, e, atualmente, a cidade tem mais bicicletas do que habitantes. Não importa o clima (e lá faz muito frio, chegando a nevar), a distância, a classe social ou qualquer outro impedimento a cidade surpreende e foi classificada como a primeira cidade do mundo ciclável, acumulando título junto a melhor cidade para se viver do planeta.

Segundo pesquisas, cerca de 60% dos deputados vão todos os dias de bicicleta para o Parlamento. Algo inimaginável aqui no Brasil.

Exemplo a ser copiado e seguido por nós. #isobrinho