Publicidade
Publicidade

A vida de universitário nunca foi fácil e nunca será, entretanto, os problemas como #depressão e bullying assolam o cotidiano dos estudantes [VIDEO].

A degradante matéria repassada diante aos alunos, como trabalhos excessivos para a preparação de uma prova ou de uma apresentação, são alguns problemas que poderiam ser evitados, mas, a grade curricular, assim como a formação do estudante perante a sociedade, não permitem maiores contextos.

Influência de pessoas que os rodeiam, como a pressão dos pais para um resultado melhor das notas dos semestres podem ser decisivos para o agravamento da depressão e do desenvolvimento de problemas psicológicos, como está ocorrendo com a maioria dos universitários.

Publicidade

O estudante por si só carrega um peso do “eu tenho que conseguir”, muitas vezes guarda consigo o incômodo do “estudar sob pressão”, além de sociabilizar com a sociedade que é uma outra perspectiva que quase sempre é um desafio imenso, independente da personalidade adotada.

Universidades têm que proporcionar segurança do início ao fim do curso, se adaptando aos diferentes tipos de alunos em uma sala de aula para que essa tranquilidade seja repassada em provas para que eles consigam sua aprovação no fim de cada semestre.

As situações de estresse têm ocasionado o trancamento da faculdade por um determinado período. O tratamento pode trazer para o estudante uma melhora gradativa no quadro para que ele possa entender todas as dificuldades enfrentadas no dia a dia de uma #universidade.

Cada estudante tem uma forma de estudar e entender as disciplinas ensinadas nas universidades, assim como o ritmo proposto de cada um.

Publicidade

Nesse contexto, os pais devem ajudá-los de todas as formas para que se torne menos "dolorosa" a sua formação perante o término do ensino superior.

Como resolver?

A maioria dos estudantes precisa da chamada base, para que, ao ingressar na faculdade, não sinta tanto aperto, além de saber solucionar problemas periféricos como as chamadas amizades de rótulo presentes no contexto de todo aluno.

A educação em si está complicada, porém, para que esses problemas psicológicos, como a depressão, sejam solucionados é preciso ter uma boa estrutura dada pelos pais (no quesito princípios), esquecer um pouco das redes sociais (outra causa que pode afetar nessa socialização), manter o equilíbrio necessário para que o "afronte da sociedade" seja menos complicado e procurar ajuda especializada.