Publicidade
Publicidade

No final do ano passado, a #coca-cola iniciou a ação #FanFeat; nela, diversos artistas como Pabllo Vittar, Anitta, Ludmilla, Simone & Simaria, Projota, Luan Santana, Solange Almeida, Thiaguinho e Valesca, estampam as latinhas do produto, distribuídas para os estabelecimentos comerciais de todo o Brasil.

A ideia central da campanha é que os fãs interajam com estas latas tirando fotos e postando no site promocional da Coca-Cola. Os três artistas preferidos do público irão gravar uma música juntos, especialmente para esta ação promocional.

Nem bem as novas embalagens chegaram às lojas e já tem gente que não gostou nada do que viu.

Publicidade

Alexandre Martins é dono de uma lanchonete em Rio das Ostras, no Rio de Janeiro. Para ele, algumas latinhas ''vieram com defeito'', e por isso tiveram que ser ''consertadas''.

Alexandre raspou as fotografias dos artistas que estampavam as latinhas [VIDEO] recebidas pelo seu estabelecimento e chamou a atenção das redes sociais após um cliente de sua lanchonete, que não foi identificado, postar uma foto dos produtos raspados. A postagem foi posteriormente apagada, após seu autor receber ofensas pessoais em razão da mesma.

Para alguns, foi mais um caso de homofobia; Pabllo Vittar [VIDEO] tem sido ''perseguida'' pelos consumidores do produto, que não aprovam sua imagem nas latas de Coca-Cola.

Publicidade

No entanto, não é possível identificar os rostos raspados nos produtos da lanchonete de Alexandre. Uma das latas raspadas, é possível perceber, trazia a imagem do cantor Luan Santana.

Em entrevista ao Buzzfeed Brasil, Alexandre afirma que sua atitude nada teve a ver com preconceito e sim com ''questões morais''. Para ele, as letras das músicas dos artistas escolhidos pela Coca-Cola fazem apologia a farra, bebida, sexo e outras coisas que ele considera que ''não acrescentam nada de bom''.

Alexandre explica que não tem nada contra os artistas e sim contra suas músicas, que não estão de acordo com aquilo que ele acredita ser condizente com a imagem que ele quer para sua lanchonete. O dono da hamburgueria, que é seguidor do pré-candidato à presidência do Brasil, Jair Bolsonaro nas redes sociais, afirma sequer saber direito quem é Pabllo Vittar, e conta que apenas buscou pelas músicas na internet e que não gostou das mensagens passadas nas letras das mesmas.

O dono do estabelecimento conta ainda que teve que tirar a página da lanchonete do ar nas redes sociais, já que estava recebendo muitas críticas que, aos poucos, estavam derrubando a pontuação do local.

Publicidade

Ao tomar conhecimento do caso, a assessoria de imprensa da Coca-Cola afirmou que acredita que a música é capaz de quebrar as barreiras do preconceito e unir as pessoas. Desta forma, a marca crê que a campanha será um sucesso. #Famosos #LGBT