Nessas acirradas eleições, contemplamos aquilo que poderíamos classificar como a entrada da população brasileira na nova era da internet, no que diz respeito a participação popular direta numa eleição onde todos procuravam influenciar.

Efetivamente houve mesmo influência nos resultados e isso não terá mais volta. Daqui por diante, quem não estiver atento aos meandros da internet e reconhecer o imenso poder que o cidadão comum passa a ter através dela e das redes sociais estará fadado ao fracasso.

Candidatos, partidos, governos, poderes constituídos, enfim, a sociedade como um todo, não mais prescindirá do uso cada vez maior da internet e seu imenso potencial agregador, aglutinador e disseminador de idéias, proposituras, planos e pretensões em qualquer esfera que se pretenda influir em decisões que afetem a vida de cada um.

Publicidade
Publicidade

A democracia só existira dentro ou fora da internet quando todos os poderes da república reconhecerem e trabalharem para faze-la funcionar primordialmente, com recursos online sempre disponíveis para quem quer que precise interagir com ela em toda a sua plenitude.

Sabemos que diante dos desafios que se descortinarão a partir de agora para a presidenta Dilma Roussef, estará também essa pauta indelegável de promover mecanismos de modernização e inclusão na internet de tudo o que o poder executivo possa fazer funcionar online a beneficio do cidadão.

Esperamos que esse procedimento seja copiado pelos demais poderes da república, de forma que a promessa de Dilma de tornar a internet universal em âmbito nacional não seja um elefante branco sem função ou utilidade nos 98% dos domicílios onde ela pretende fazer chegar a banda larga de boa qualidade.

Publicidade

Essa foi a promessa de Dilma nos últimos momentos da campanha do segundo turno e que com certeza fez muitos brasileiros sonharem com o seu cumprimento. Mais da metade dos brasileiros ainda não dispõe do acesso à internet, ficando à margem de tudo o que a tecnologia digital pode oferecer em beneficios e inclusão, os mais diversos na sociedade moderna do século vinte e um.