Uma semana depois de ter sido comprada pela Lenovo, por US$ 2,91 bilhões, a Motorola Mobility (ex-divisão de celulares da Google) lançou nessa manhã o seu mais novo smartphone top de linha, o Moto Maxx. Apenas dois meses após a chegada do Novo Moto G e da segunda versão do Moto X no mercado nacional, o Maxx vem para mostrar que a Motorola pretende continuar lançando smartphones com bons custos-benefícios. Essa iniciativa resultou no sucesso do Moto G no Brasil e no mundo.

O nome Maxx já havia sido usado no aparelho Razr Maxx, que também possui uma bateria que tem uma considerável capacidade de carga, 3.300mAh. Com 64 GB de memória interna (aproximadamente 52 GB livres para serem usados da maneira que o usuário quiser), seu destaque é a bateria de 3.900mAh, com carga suficiente para que o celular seja usado por 40 horas seguidas (quase dois dias inteiros), sem que o usuário precise ativar a economia de energia.

Publicidade
Publicidade

Assim como os smartphones Novo Moto G e Moto X, o Moto Maxx possui o #Android puro (versão não-adulterada do Android) e utiliza o Google Now Launcher. Isso faz com que as atualizações continuem rápidas nos dispositivos da fabricante.

Confira algumas das especificações técnicas do aparelho:

  • Traseira: de nylon. Por baixo tem uma camada de Kevlar (principal fibra utilizada na fabricação de coletes à prova de bala). A borda é envolta com alumínio;
  • Tela: 5,2" Gorila Glass com resolução de 25560 x 1440 pixels e proteção contra respingos;
  • Processador: Snapdragon 805 de 2,7 GHz;
  • Memória RAM: 3 GB;
  • Memória interna: 64 GB (não expansível);
  • Câmeras: traseira (21 MP) e frontal (2 MP);
  • Grava vídeos em 4K;
  • Bateria: 3.900 mAh;
  • Sistema: Android 4.4.4. Em breve receberá o Android 5.0 Lollipop;
  • Acessórios: Destaque para o carregador Turbo Charger. Segundo a empresa, uma carga de apenas 15 minutos é suficiente para usar o smartphone por até 6 horas.
Ao contrário de seus últimos lançamentos, a Motorola não lançou muitas opções de cores e texturas para a tampa traseira do Moto Maxx. O smartphone chega ao Brasil custando R$ 2.199 e pode ser encontrado nas principais lojas online.