São Paulo está se tornando uma cidade conectada à internet. A tendência será esta mesmo, que ninguém tenha dúvida disso. Particularmente nas maiores cidades do mundo, cada vez mais comum será a disponibilização destes serviços que longe de ser apenas uma comodidade, estará rapidamente se equiparando aos sanitários e bebedouros públicos obrigatórios, de fácil acesso e praticamente imperceptível dado a sua necessidade inconteste.

Algumas coisas não são assim tão amplamente aceitas e implementadas. Vejam só o caso do ar condicionado no transporte publico das cidades mais quentes do país. O primeiro ônibus com ar condicionado circulou pela primeira vez na cidade do Rio de Janeiro em 1935 e passados quase um século ainda não é universalizado para todas as linhas de ônibus, e nem mesmo os intermunicipais ou interestaduais dispõem de tal conforto para os passageiros em sua totalidade.

Publicidade
Publicidade

A cidade de Palmas numa das regiões mais quentes do Brasil só agora esta pondo em circulação seus primeiros ônibus com ar condicionado e na cidade de São Paulo, a maior do país até hoje também não tinha nenhum ônibus de sua gigantesca frota com este tão desejado conforto, principalmente no Verão. Somente o metrô e alguns poucos trens da CPTM tem ar condicionado e pela primeira vez São Paulo começa a implantar em cada um dos seus veículos os tão bem vindos ar fresco juntamente com um ponto de Wi-Fi. Os passageiros que tão sofridamente sempre reclamaram por mais ônibus louvam estes progressos como uma melhoria significativa da qualidade de vida de quem passa a maior parte do dia em transportes públicos. Mas este surto de implantação de pontos de Wi-Fi e carregamento de celulares não é apenas por conta de orgãos públicos, também as empresas estão cuidando de oferecer aos seus clientes estas comodidades como diferencial competitivo e hoteis, cafés, lanchonetes, estacionamentos, consultórios e muitos outros segmentos procuram atrair maior numero de consumidores para seus espaços e negócios.

Publicidade

Temos que comemorar pois além de precisarmos nos comunicar via celular, também ficar conectado não é mais uma opção e sim modo habitual de vida de grande parte de todos nós. #Comunicação