Para todos os lados que se olhe, lá estão eles: celulares, tabletes e self stick. Com a democratização da internet, a era da conexão WiFi e do 4G, esses apetrechos tecnológicos estão cada vez mais inseridos na rotina das pessoas e, invariavelmente, isso também já se reflete nas areias das praias de Ilhabela, litoral norte paulista, além de outras cidades da região e do país. O verão 2015 transformou as praias em verdadeiros ambientes high-tech, seja na areia, no mar ou no passeio do fim de tarde.

Pela comodidade, muita gente ainda não conseguiu se livrar da parafernália eletrônica, tão presente no nosso cotidiano hoje em dia, nem mesmo quando o objetivo é descansar na areia por alguns dias.

Publicidade
Publicidade

Gente como o empresário brasileiro, Mario Thomé, que mora na Flórida, mas descansa no litoral. "Não vivo sem meu telefone e computador portátil", confessa. "A mobilidade ajuda a trabalhar em qualquer lugar do mundo", diz ele, que consegue manter flexibilidade de horário dos compromissos profissionais nas férias pelo computador.

Apesar dos workaholics, que não conseguem desconectar na areia, a maioria das pessoas usa mesmo as câmeras fotográficas dos smatphones para registrar momentos especiais das férias e publicar nas redes sociais. As amigas Meire Cubas, Luciana Lima, Daniela Vieira e Tamires Toledo são ávidas defensoras do telefone celular. "As câmeras possibilitam registrar todos os momentos das férias, fotografar lugares novos, flagrar famosos nas praias, além de combinar com a turma onde será a balada", dizem as meninas.

Publicidade

Já o publicitário Gustavo Liedtke, de São Paulo, acredita que cada um se enquadra às férias como pode. Ele disse que "folga é folga" e tenta deixar os eletrônicos, exceto o celular.

Desconectar - A psicanalista de São Sebastião, Elizabeth dos Santos, explica que os dias de férias na praia devem ser usados para "recarregar as baterias" antes do retorno à rotina. De acordo com a especialista, trazer o computador ao litoral somente deve ser considerado em casos extremos como pagamentos e recebimento de documentos com altos valores de dinheiro, por exemplo. "É essencial viajar sem preocupação. Existem situações e pensamentos que contribuem para gerar determinado estado de humor. Por isso, o ideal é vir aproveitar a praia com seus problemas resolvidos", orienta a psicanalista.

Antes de viajar, ela recomenda: "Antes de viajar para o Carnaval, procure resolver todos os seus problemas pendentes com relação a assuntos profissionais, da casa, contas a pagar e outros assuntos que remetam a vida cotidiana. Viajar sem preocupações é essencial. Uma pessoa que não sabe administrar seu tempo em frente ao computador invade seu tempo de relaxamento, prazer e relações reais com outras pessoas", explica. #Entretenimento #Turismo