O serviço de mensagens instantâneas mais popularizado nos últimos anos acaba de ganhar uma versão para web. Nesta quarta-feira (21), os diretores do WhatsApp publicaram no blog oficial uma mensagem de esclarecimento aos usuários, acerca da nova funcionalidade. A versão web funciona como extensão do WhatsApp no smartphone, portanto, deve estar vinculada a um número de telefone e conectada à internet.

Para utilizar esse novo serviço, é preciso acessar o endereço whatsapp no navegador Google Chrome, selecionar "WhatsApp Web" na aba "configurações do smartphone" e escanear o código QR que aparece no computador. Também é necessário instalar a versão mais atualizada do aplicativo.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o site Tecmundo, a funcionalidade foi disponibilizada apenas para Windows Phone, Android, Blackberry e Blackberry 10. Até o momento, a versão para iOS não foi lançada devido às limitações na plataforma da Apple.

Todas as conversas do WhatsApp continuam no celular e podem ser acessadas pelo navegador - até então, a empresa não mencionou outros navegadores além do Google Chrome. O aplicativo reflete o conteúdo do celular e oferece os mesmos recursos, como emoticons, áudios, fotos, vídeos, notificações de recados lidos e administração de grupos. As mensagens também podem ser exibidas na área de trabalho, se o navegador estiver configurado para emitir avisos. Segundo o site da Info, há um pequeno delay entre a mensagem recebida no smartphone e a exibição no computador. Logo, diversos aspectos devem ser aprimorados para as próximas atualizações.

Publicidade

Ao que tudo indica, se o usuário espera um sistema 100% otimizado para web, pode se decepcionar. O intuito do WhatsApp Web não é substituir a clássica versão mobile e atender plenamente as necessidades dos usuários de PC - a exemplo do extinto Messenger, que dominava os computadores há alguns anos. O serviço ainda é prioritariamente voltado ao uso em dispositivos móveis, tendência cada vez mais forte no mundo da tecnologia e da comunicação em tempo real.

O gigante WhatsApp

O WhatsApp surgiu em 2009, sob a direção de Brian Acton e Jan Koum, antigos funcionários do Yahoo!. Com sede na Califórnia, apresentou um crescimento de 2 bilhões de mensagens diárias para 10 bilhões em 2012. No ano seguinte, atingiu 250 milhões de usuários ativos e 25 bilhões de mensagens ao dia. Em 2014, foi vendido ao Facebook por nada menos que 16 bilhões de dólares. Hoje, o WhatsApp está disponível gratuitamente para todos os sistemas de smartphone e reúne 600 milhões de usuários cadastrados no mundo inteiro. É uma comunidade significativa.