Quem pensa que EUA e Israel apenas são parceiros de guerra na luta contra o EI (Estado Islâmico) se engana profundamente. Os dois países se envolvem em diversos tipos de negócios, inclusive tecnologia. Há pouco, a Microsoft comprou parte da N-trig, um provedor israelense de chips para telas touchscreen e canetas digitais.

Enfim - A saída da Microsoft

Quem conhece a história sabe o quanto a Microsoft suou para implantar produto com uma caneta digital que funciona de verdade. Como empresa pioneira, foram inúmeras tentativas fracassadas de Bill Gates dentro segmento, o que justifica a compra. de certa maneira.

De acordo com o site Calcalist, a Microsoft desembolsou U$ 200 milhões para comprar 6% da empresa.

Publicidade
Publicidade

Interessante notar que a empresa não está sozinha na jogada. Existem também outros selos conhecidos participantes do investimento, tais como: Canaan Partners, Venture Partners e Tamares.

A caminho do trabalho

No novo centro de pesquisa e desenvolvimento da N-trig, estabelecido em Israel, devem se juntar ao projeto cerca de 200 trabalhadores Microsoft. Porém, esta notícia ainda não é oficialmente confirmada pelas empresas.

Dentro do mercado, o mistério prevalece como de práxis para todo tipo de negócio milionário. Funcionários das empresas não podem comentar sobre o assunto com ninguém, do contrário correm riscos de serem despedidos.

N-trig: Números e dados

A Microsoft gastou U$ 200 milhões para comprar 6% da empresa.

A N-trig foi avaliada em U$ 75 milhões, forte avanço por causa do dinheiro privado que entra desde fevereiro do ano passado.

Publicidade

A N-trig teve receita de U$ 36,7 milhões em 2013, um aumento de 38% a partir de 2012.

A receita totalizou U$ 20,6 milhões no primeiro semestre de 2014, um momento em que vendeu 1,3 milhões de canetas digitais, três vezes a quantia comercializada em 2013

Sony, Lenovo, Hewlett-Packard e Fujitsu são apenas alguns dos prestigiados clientes da N-trig.

Com esta nova aliança a Microsoft promete "dar o que falar" de modo positivo no mercado de tecnologia. Além disso, EUA e Israel formaram outra parceria histórica entre as duas nações. #Inovação