O vídeo "Gameplay", publicado neste sábado 21, pelo canal do Youtube Porta dos Fundos foi deletado recentemente. O vídeo mostra a vida de uma pessoa como se fosse um jogo de videogame com etapas e fases tornando a vida um jogo cômico. A perspectiva do vídeo é em primeira pessoa, como se o personagem fosse um jogador. O canal publica vídeos todas as terças, quintas e sábados. A ausência de um vídeo neste último sábado causou estranheza aos fãs.
Ao tentar visualizar o vídeo na página do Youtube do canal a seguinte mensagem é visualizada: 'Este vídeo não está mais disponível devido à reivindicação de direitos autorais Parafernalha Serviços'. A mensagem é divulgada sempre que alguma empresa vê seus direitos serem violados devido a utilização de nomes ou serviços que ela presta, com isso o vídeo é bloqueado até que a situação seja resolvida.
Em nota na sua página oficial do Facebook, a Parafernalha diz não ter sido responsável pela denúncia. A network alega que sua razão social é Parafernalha Produções Artísticas e não Parafernalha Serviços como aparece no vídeo. A nota publicada pelo CEO da empresa, Felipe Neto, diz ainda que caso houvesse violação de direitos autorais do canal a denúncia não seria a melhor opção e sim uma conversa amigável em busca de solucionar os problemas.
O canal Porta dos Fundos por meio da sua página no Facebook, apenas publicou que está com "probleminhas" com o vídeo "Gameplay". Enquanto a situação não é resolvida o vídeo pode ser assistido na página do canal no Facebook.
Não é a primeira vez que um vídeo do canal é deletado pelo Youtube. No período que antecedia as eleições do ano passado houveram problemas com dois vídeos do canal. O primeiro "Você me conhece" mostra um suposto candidato no seu programa eleitoral gratuito com um refém sob a mira de um revólver. Ele ameaça o refém caso não receba votos da população. O problema surge ao final do vídeo quando o personagem deputado Tião (Antônio Tabet) diz: 'Pra governador Garotinho'.
No outro vídeo, 'Zona Eleitoral' o personagem interpretado pelo Gregório Duvivier alega que a urna eletrônica não possui bons candidatos e após dizer que só tem pastor ou ladrão, o personagem cita o nome do Deputado Pastor Feliciano. Ao final do vídeo, já nos créditos, mais uma vez o nome de Garotinho é citado. Violação dos direitos autorais ou censura, não importa o canal Porta dos Fundos continua sendo o maior canal do Youtube brasileiro com mais de 9 milhões e meio de inscritos.
#Entretenimento #Mídia