Certamente você já ouviu falar que a união faz a força. Se quer uma prova tente quebrar um palito de fósforo. Na sequência pegue dez palitos e repita a operação. Volte a tentar com vinte palitos e observe o aumento da dificuldade. Quanto mais palitos você reunir, maior será a resistência às tentativas de quebra. Assim acontece com a sociedade. Se uma andorinha sozinha não faz verão, uma pessoa sozinha nada ou pouco aprende. Observe os grupos de trabalho coletivo e comprove, por você mesmo, que a participação individual, a responsabilidade compartilhada e o interesse comum, reforçam os resultados que podem ser obtidos.

Um novo modelo de produção coletiva

A tecnologia wiki representa a emergência de um novo modelo de produção coletiva.

Publicidade
Publicidade

A proposta que todos juntos somos mais inteligentes que apenas um, parece encontrar abrigo seguro nesta tecnologia. Certamente alguém já disse isto algures. A beleza da frase e seu impacto, justificam sua reutilização.

Os sites que utilizam tecnologia wiki já foram elogiados, tanto quanto já foram difamados. Quem está com a razão? Quem coçou a cabeça, lançou o olhar para o vazio e respondeu que não sabe, parece ser quem está mais certo. Em tempo de queda de paradigmas seculares e de descobertas de fatos considerados impossíveis, a dúvida parece ser a atitude mais correta.

O conhecimento tem dono?

Será que aquilo que alguém aprendeu há uma década atrás e tornou famoso por sua pena ou pela aplicação de sua descoberta, passa a ser exclusividade? Não são as informações um bem coletivo da humanidade? Estarão certos aqueles que defendem o direito autoral acima de qualquer outra consideração? A balança ora pende para um lado, ora pende para outro lado.

Publicidade

Não consegue ficar estável ainda que seu fiel esteja rigorosamente conferido.

Os recursos educacionais abertos

Não será preferível trabalhar de acordo com aqueles que propõe a utilização de Recursos Educacionais Abertos (REA). Eles representam uma tentativa de incentivar o uso de recursos que podem ser utilizados e adaptados por outras pessoas. A UNESCO (Organização das Nações Unidas para a #Educação, a Ciência e a Cultura), efetivou a defesa desta posição em diferentes ocasiões.

São muitas as pessoas contra a premissa de que todos devem ter a liberdade de usar, personalizar, melhorar e redistribuir recursos educacionais sem restrições. Maior ainda é o número das que são favoráveis. Quem está com a razão? Cabe a você responder a este questionamento.

A colaboração venceu a batalha

Em praticamente todos os gerenciadores de conteúdo e aprendizagem (Learning and Content Management Systems) utilizados nos ambientes virtuais de aprendizagem (Virtual Learning Environments) abrem-se as portas para o desenvolvimento de atividades colaborativas.

Publicidade

Quando um utiliza pode ser por preferência pessoal, quando centenas utilizam, pode estar havendo uma liberação da alienação por alguma força motivadora, mas quando milhares de pessoas utilizam determinada tecnologia, pode ser que elas estejam corretas. Comprove por você mesmo e aproveite o crescimento das comunidades de compartilhamento de informações colocando seus pensamentos e opiniões em discussão.