Ao contrário do que se pensa, veículos elétricos não são exemplos de uma tecnologia moderna. Eles já existem há mais de 100 anos.

Antes do advento dos motores à gasolina, grandes inventores construíram carros elétricos no final do século XIX. Dentre eles podemos citar Ferdinand Porsche, que foi o desenhista do fusca. Nicola Tesla e Thomas Edson chegaram a construir também um protótipo. Esse modelo de transporte era muito comum nas grandes cidades naquele tempo, usados principalmente por mulheres e motoristas de táxi, mas com a popularização do Ford Modelo T em 1912, através da linha de montagem, foi possível deixar os carros com motor à combustão muito mais em conta e com isso desenvolver a indústria automobilística.

Publicidade
Publicidade

Naquela época os grandes problemas de um carro elétrico eram a sua baixa autonomia, pouca velocidade e demora em recarregar suas baterias, fatores que decretaram seu fim ainda no começo do século XX.

Mas hoje vemos mais que nunca que esse modelo de automóvel seria uma solução para os problemas ambientais e ainda mais com o preço dos combustíveis cada dia mais elevados. Os modelos elétricos poderiam ser a solução para deslocamento urbano e rodoviário, pois são limpos e silenciosos.

E já é provado ser mais barato produzir eletricidade do que encontrar petróleo: Baterias de lítio atuais já apresentam capacidade para fazer rodar alguns modelos por mais de 300 km e com velocidade muitas vezes acima de 150 km por hora. Já existe a tecnologia que faz com que a recarga seja feita em poucos minutos, tecnologia essa recentemente criada pela Volvo.

Publicidade

Temos também carros muito possantes, como é o caso do sedã Tesla, lançado em 2012. Alguns veículos já se tornaram bem populares como o modelo global da Nissan, o Leaf, que já bateu o recorde em vendas, sendo mais de 80 mil unidades comercializadas desde seu lançamento em 2010.

A China, Japão e os EUA são alguns dos países da Europa que detêm as maiores frotas de veículos elétricos do mundo. Eles são modelos bastante procurados por lá, sendo que alguns fabricantes já o fazem em cima de modelos à gasolina já existentes no mercado como é o caso da Toyota, GM, VW e Ford, que já comercializam alguns modelos híbridos ou totalmente elétricos.

No Brasil, que tem o petróleo mais caro do mundo, existem pessoas que comprariam um elétrico. Há pessoas interessadas neles há muito tempo, pois já existiram fabricantes brasileiros que fizeram alguns protótipos, como o caso da extinta Gurgel, que construiu um modelo na década de 70, o Itaipu, e alguns outros modelos maiores. Também há alguns inventores que adaptam modelos comuns nas suas próprias casas.

Publicidade

Mas infelizmente a falta de incentivo do Governo, juntamente com os preços dos impostos que pagamos e os poucos modelos existentes à venda, acabam tornando inviável a sua aquisição. Atualmente somente pessoas bem abastadas conseguem pagar por um modelo elétrico no Brasil.

Porém, mesmo com tudo isso, ainda acho que seria uma boa ideia termos veículos elétricos aqui no Brasil. E você, o que acha? #Automobilismo #Inovação