Uma investida do comércio nas novas gerações permeia o mercado digital. Assim, causou surpresa o tratamento diferenciado que foi recomendado na análise final da NRF (National Retail Federation) Big Show 2015, para falta de atenção observada com relação às duas das gerações mais importantes em nossa história: boomers e millennials, que já estão, ou em breve vão chegar ao porto da "melhor idade".

De onde tiraram esta ideia?

Os resultados apresentados pelo Facebook (relatório do estado de marketing digital) no início de 2015 sobre esforços direcionados pelos comerciantes nas redes sociais, identificam que as iniciativas centram-se mais em envolver os jovens, muitos sem grande poder aquisitivo, em detrimento de orientar campanhas para as gerações mais velhas, que aos poucos se tornam imigrantes digitais, cooptados pela tecnologia.

Publicidade
Publicidade

Neste campo, as iniciativas são poucas. A este resultado soma-se a recomendação da NRF.

O que deve ser feito?

Mantendo a ética comercial, que pode não estar sendo aplicada em todas as transações, o truque para um melhor faturamento em 2015 é aproveitar um pouco da ingenuidade que boomers e millennials apresentam quando se encontram frente à criação de conteúdo digital online que seja envolvente para este público-alvo. É preciso saber trabalhar com este aspecto e manter-se em uma vanguarda ética inquestionável.

Como fazer isto?

É preciso direcionar para estas gerações as recomendações de bom atendimento tanto durante o processo de fechamento de venda, quanto nas atividades de pós-venda, transmitindo para os clientes o conhecimento do produto que cada comerciante, em particular, comercializa.

Publicidade

Este dever de casa está mal feito pelos comerciantes. Em tempo de utilização de múltiplos canais de venda e de envelhecimento destas pessoas com maiores recursos de saúde, vitalidade e financeiros, há um inquestionável mercado disponível e que está mal explorado para os comerciantes.

Quem ganha destaque?

De acordo com a NRF Big Show 2015, a área de venda de remédios, a área de venda de móveis, aceleração de negociação e entrega para uma geração mais exigente, com pós-venda diferenciado e apoio na utilização e atualização de dispositivos estão colocadas como necessidades na ordem do dia. O alerta foi colocado e o sinal amarelo ligado no cruzamento onde ainda se observa uma preferência de passagem para os mais jovens.