A Vaio Corporation anunciou oficialmente o lançamento do Vaio Phone, o primeiro smartphone da marca. O modelo, apresentado como de nível meio-termo, terá um processador quad-core de 1,2 GHz, tela de 5 polegadas, 16 Gb de memória no disco duro, 2 Gb de memória RAM e sistema operacional Android 5.0 (Lollipop). De acordo com o MeioBit, se trata de um rebrand do Panasonic Eluga U2, lançado em Taiwan em fevereiro. Destaque para a resolução da câmera principal, com 13 MP.


No design, o equipamento é conservador, não quebrando em nada com a linha dominante dos smartphones atuais. Linha plana, ângulos arredondados, tudo como se vê nos principais modelos. O Phone é apresentado ainda com um pacote de voz e dados ilimitados, com um preço mensal equivalente a R$ 105. O usuário japonês, mesmo com esse meio-termo, vai poder tirar fotos de grande resolução e navegar pela internet sem freio.


O novo Vaio Phone foi apresentado em parceria com a operadora nipônica B-mobile, o que significa aquilo que, por agora, se esperava: a Vaio vai se concentrar em seu mercado de origem, antes de sair conquistando o mundo. O preço do Vaio Phone, ao câmbio atual entre o iene e o real, é de R$ 1.300. Para o nível intermediário, parece sem dúvida um valor acima da média. Alguns portais da especialidade apontaram que a nova empresa não perdeu o espírito da Sony e quer explorar a magia da marca Vaio, aplicando um preço premium. Contudo, o preço é também sinal de que o equipamento é, só mesmo, dedicado ao Japão. De acordo com o website português Diário Digital, o Phone não tem qualquer previsão de lançamento no mercado europeu.


A Vaio Corporation surgiu em 2014, depois de a Sony ter decidido se concentrar na Playstation, seu carro-chefe, e em outras divisões ligadas ao entretenimento. A Japan Industrial Partners (JIP) assumiu o controlo da marca e de seu imenso respeito, conquistado com a produção de laptops que se encontravam entre os melhores. Contudo, a marca desapareceu, por agora, do resto do mundo, pois a nova empresa anunciou que o objetivo atual é se focar no mercado doméstico. O novo smartphone segue em linha com essa aposta.