Desde a ultima terça-feira (17) a loja de aplicativos para os sistemas #Android, Google Play, passou a exibir a classificação etária dos aplicativos disponibilizados para download. No Brasil os apps e jogos são classificados nas seguintes categorias: Livre, 10, 12, 14, 16 ou 18+ Anos. Até então, os aplicativos eram classificados como Todos, Nível baixo de maturidade, Nível médio de maturidade e Nível alto de maturidade. A classificação faz parte de uma medida imposta pelo Ministério da Justiça em, outubro de 2013, e regularizada pela IARC (Coalização Internacional de Classificação Etária, tradução livre da sigla em inglês).



Além do Google Play, a loja de apps para os navegadores Firefox e o sistema Firefox OS também passou a exibir a classificação. Em breve Xbox Live (Microsoft), PlayStation Network (Sony) e eShop (Nintendo) também terão que classificar seus games de acordo com a faixa etária.



O sistema de classificação disponibilizado pela IARC irá agilizar o processo de classificação, que antes demorava cerca de 30 dias. Para que seja feita a classificação, o desenvolvedor deverá preencher um questionário e, através das respostas, o app será indicado para a faixa etária apropriada. Esse sistema de classificação tem como objetivo auxiliar os pais a ter certeza sobre o conteúdo dos aplicativos utilizados por seus filhos.



A ferramenta de classificação vai ajudar a padronizar a classificação de aplicativos em todos os países. "Sabemos que pessoas de países diferentes têm ideias diferentes sobre qual tipo de conteúdo é adequado para crianças, adolescentes e adultos. Portanto, o anúncio de hoje ajudará os desenvolvedores a indicarem seus aplicativos para o público adequado", se pronunciou Eunice Kim, gerente de produto para o Google Play, através blog oficial do Google. Além da IARC, ESRB, da América do Norte, USK, da Alemanha, PEGI, da Europa, e Classification Board, da Austrália participaram da regulamentação da ferramenta.



Nas próximas semanas as pessoas já começarão a ver o sistema de classificação em atividade no Google Play. Os desenvolvedores que não responderam o questionário terão seus apps marcados como "Sem classificação" e poderão até terem seus downloads bloqueados. A partir de maio deste ano, os novos aplicativos ou atualizações só serão disponibilizadas na loja após terem o questionário respondido.
#Celular