Quando sua primeira versão foi lançada, hoje considerada prima pobre pela ausência de muitas das facilidades atuais, transcorria o ano de 1998. Seus produtores, talvez não esperassem um tempo de vida tão longo. A suíte foi, aos poucos, adicionando facilidades e inserindo novos aplicativos (a primeira versão tinha apenas o Word®, Excel® e PowerPoint®).

Na versão que está para ser lançada existem outros aplicativos e facilidades que permitem sua utilização em nuvem com o fornecimento de espaço de armazenamento para os usuários. O grau de expectativa e o número de "furos" apresentados na grande rede, permite enxergar mais uma temporada de sucesso para a líder das suítes de automação.

Publicidade
Publicidade

Ela deve continuar a dominar o mercado. A concorrência parece não apresentar nada melhor, a não ser que seja segredo guardado a sete chaves. Geralmente, no mercado da tecnologia da informação, as pessoas sabem das coisas ocultas.

O que prometeram para a nova versão?

Melhoria com destaque para os componentes Word®, Excel®, PowerPoint®; Outlook® e OneNote®. Toque na tela e uso facilitado para dispositivos móveis está entre as principais promessas. As facilidades para o Windows Phone® talvez possam encantar os que hoje somente utilizam o androide, mas não serão suficientes para abalar a líder dos sistemas operacionais para dispositivos móveis. A colaboração em tempo real ganha destaque e equipes poderão desenvolver trabalhos em uma área comum. Cada um dos componentes da suíte promete melhorias.

Publicidade

Há destaque para cada uma delas, ainda sussurrados na rede. Um dos segredos mais guardados foi exposto: o tratamento diferenciado do OneNote que promete fazer furor nas comunidades em termos de facilidade de integração do produto com outras ferramentas.

Há algum grande segredo além dos esperados e divulgados?

O grande segredo parece ser o que os analistas chamam de "escritório 2016". Prescindir do teclado e do mouse anunciados com estardalhaço, parece não ser atração suficiente e olhos e ouvidos estão curiosos na espera de algo de maior impacto. A pré-instalação gratuita nos smartphones e tablets, que poderia ser uma atração caso fosse universal, parece estar reservada para aparelhos que rodam o Windows 10 (falamos sobre ele em um artigo anterior). A Windows Store que aborreceu alguns usuários tem continuidade com diversos aplicativos desenvolvidos, mas em número que ainda não chegam perto dos aplicativos para androide. A grande atração ainda não revelada de forma oficial, mas já lida nas entrelinhas parece ser os novos insights para o Office Online, com acesso e integração otimizada na nuvem.

Publicidade

Quanto aos aplicativos de planilha e apresentação, as novidades se resumem ao toque, anteriormente citado.

Veja onde obter maiores informações

Não falta muito tempo para outras novidades. Navegue pelas redes sociais, onde parece que outros segredos serão revelados. Certamente alguns visionários farão previsões que venham a se tornar realidade. Com os anúncios do office 2016, a Microsoft parece estar pensando em divulgar alguma boa novidade que chame atenção para seu novo produto. Fique de olhos e ouvidos abertos. #Educação