Uma startup chinesa criou uma nova forma de diversão que recebeu o nome original: The Sidewinding Circular Skates. Quem pensou que o ser humano não tinha mais o que inventar estava enganado. A cada dia surge uma nova tecnologia em nossa periferia. Ela pensou na saúde, mas atingiu em cheio o alvo da diversão.

Apesar de sua aparência estranha o CUBII deve dar para a garotada momentos de alegria e para os tecnólogos o prazer de ter contribuído com a felicidade geral da nação jovem. O melhor de tudo é que você pode andar com ele sem sair da cadeira em seu escritório, fazendo exercícios enquanto trabalha. O fitness agradece penhoradamente.

Publicidade
Publicidade

Embaixo das mesas dos executivos, certamente terá um lugar para

A Hammacher Schlemmer pretende, em uma única iniciativa, agradar tecnólogos e aqueles que gostam de diversões e fazer o gáudio daqueles que gostam deste casamento. Os videogames que o digam da sua perfeição.

Logo de cara a coisa impressiona e parece que nunca se irá conseguir equilíbrio em tal aparato. Mas com um pouco de treinamento, logo a pessoa pega o jeito. No começo, andar de lado balançando, a forma correta de impulsionar esta nova invenção, pode parecer estranho, mas logo o brincalhão se acostuma.

Suas rodas de borracha permitem um movimento elíptico e ele assume o papel de um skate, quando o usuário se movimenta em sentido lateral. Para frear basta ter os dedos do pé fortes: é só encostar os dedos ao chão e o aparelho para.

Publicidade

Seu desenho dá aos patinadores tanta mobilidade que ele pode desenvolver um movimento para lá e para cá e girar 720 graus. #Entretenimento

Uma vara de ligação entre as rodas permite maior estabilidade. O aparelho é originalmente vendido como se fosse patim circular de movimentação lateral. Aqueles que gostam de dar nomes particulares às coisas aproveitam e o chamam de prancha de skate pós-moderna, quem sabe um nome um pouco mais pomposo para tão estranha invenção. A mobilidade, em relação ao skate tradicional é quem dá um diferencial que pode chamar a atenção da garotada. O produto vem da China. Agora quem está com a palavra é a garotada.