Big Data é a tecnologia que permite que as empresas armazenem dados de todo tipo. O número do sapato das moradoras de Curitiba. Os números de CPF cuja soma é par. Este último porque alguma pesquisa fortuita indicou que, nestes casos, estas pessoas costumam gastar mais em dias impares. Tudo está sendo registrado.

Uma das maiores portas de entrada de dados, sobre coisas que normalmente poderiam nada ter a ver com o comércio na rede, serão as tecnologias vestíveis. Elas poderão passar dados sobre a hora do dia em que as mulheres suam mais, número de sutiã mais utilizado e assim por diante.

Os departamentos de marketing regozijam a cada novo dia.

Publicidade
Publicidade

Logo, eles terão novas informações. Agora não mais esparsas, mas informações estruturadas e dispostas em diferentes classificações. O mercado se revela aos olhos dos marqueteiros como eles sempre desejaram. Estar conectado com um universo de dados pessoais sobre os mais diversos assuntos pode permitir a escolha de diferentes estratégias para buscar atingir o mercado, apoiado nas características que os dados armazenados no Big Data revelaram, sem que as pessoas sequer soubessem disto.

Os smartphones e outros dispositivos móveis são outra grande fonte de dados. A tecnologia bluetooth e o WI-FI podem "roubar" informações dos passantes. Ainda que não identificáveis em sexo, cor, tamanho, dados pessoais armazenados podem indicar alguma característica local que recomende que as vendas sejam sempre efetuadas depois das cinco horas da tarde.

Publicidade

Se você é responsável pela organização, não se preocupe com a complexidade nem com os nomes estranhos que serão pronunciados pelos técnicos em tecnologia da informação e #Comunicação. Toda a complexidade do Big Data estará escondida por trás de alguma interface extremamente amigável e alta usabilidade.

Uma das grandes favorecidas será a indústria da moda, dos cosméticos, apenas para citar algumas, mas a tecnologia está disponível para quem quiser (ou puder pagar). O Big Data deverá em curto prazo representar uma das maiores revoluções e ao criar uma nova profissão para a qual ainda poucas pessoas se voltaram (o que aumenta a possibilidade de um novo emprego). A profissão analista de Big Data está entre as mais procuradas do mercado informático.

Tanto para empresas como para profissionais liberais, empreendedores ou contratados, saber de sua existência, evolução e perspectivas futuras se revela de suma importância.