Extra! Extra! Suiços entregam correspondências com uso de drones! Antes que você compreenda esta notícia é preciso que você saiba o que é um drone. Ele é um dispositivo móvel, simulacro de um helicoptero ou um avião, que desenvolve voos não tripulados. Simples assim, para tecnologia tão complexa? Sim, é o que basta saber, o resto interessa somente aos técnicos.

Os drones podem ser utilizados para desenvolvimento de diversas atividades, pacíficas ou não. Alguns já devem ter lançados bombas sobre alguns acampamentos de terroristas do oriente-médio e da África. Há técnicos que enxergam grande economia nas atividades logísticas de entrega de materiais, que podem ser resolvidas por estes pequenos elementos tecnológicos.

Publicidade
Publicidade

Segundo os suiços ele é bom para o pastoreio de ovelhas. Técnicos dos correios suiços acabaram por descobrir outra utilizade para eles. A entrega de cartas via correio está para ser lançada na terra dos simpáticos queijos suiços (O gruyère é uma delícia e deve ser saboreado calmamente, deixando derreter na boca) e dos relógios (a Swatch já está de olho em estratégias para derrubar a Apple, algo não tão fácil de conseguir).

A Amazon antevê sua utilização em sua logística de distribuição e armazenamento de um sem número de itens. A Swiss Post divulgou que está em condições de transportar, com uso destes pequenos ajudantes, paus para toda e qualquer obra, incansáveis, pacotes de 2,2 quilos por distância de até 12,4 quilômetros em uma única carga. A Matternet já havia efetuado testes no Haiti, onde suprimentos foram distribuídos para áreas remotas e sinistradas.

Publicidade

Será a Matternet que irá oferecer todo o software e hardware necessário, enquanto a Swiss Post ficará responsável pela logística de triagem e de distribuição do correio com a utilização destas pequenas máquinas voadoras. Andreas Matternet Raptopoulos colocou com suas próprias palavras que: "Estes pequenos dispositivos são extremamente simples e úteis para o transporte de pequenas cargas em locais de difícil acesso". Certamente ele conta com o apoio dos carteiros se eles não forem sumariamente dispensados, mas desviados para outras tarefas intelectualmente mais adequadas.

Prepare-se e monte você mesmo o seu "droneporto". Logo esta ideia deve chegar por aqui. Quem sabe até lá, você acaba aprendendo a construir. Pode ser que tenha numerário suficiente para comprar um destes pequenos fantásticos e, a partir daí, envie as suas cartas utilizando seu drone particular. Tudo irá depender da legislação. Imaginar o espaço aéreo congestionado com a possibilidade de drones caírem na cabeça das pessoas, não é uma boa visão do futuro. #Inovação #Curiosidades