Na semana passada, Wolfram voltou a ser notícia. Ele é um profissional que trabalha com linguagens de computação, por quase trinta anos, para falar sobre sua linguagem de programação. Sua demonstração apresentou o que foi considerada como a nova encarnação de seu trabalho com a Matemática. Na apresentação da linguagem, foram destacadas as aplicações que podem ser desenvolvidas, tendo em mente a prospecção das vastas quantidades de dados que existem na internet.

Ele orientou os participantes no sentido de pensar em uma API (Aplication Programming Interface) que são módulos criados quando uma empresa desenvolvedora de software tem a intenção que outros criadores de software existentes no mercado desenvolvam produtos que estejam associados aos seus serviços.

Wolfram tem em mente utilizar de forma criativa o tesouro de informações no qual se transformou a grande rede.

Publicidade
Publicidade

A linguagem é natural, aproximada à linguagem inglesa e projetado para pessoas que não necessitam ter conhecimento avançado em codificação de aplicativos. Seu autor o chama de motor de conhecimento computacional que é considerado o poder por trás dos sistemas Apple Siri, S voice da Samsung e do Microsoft Bing.

A linguagem é desestruturada no sentido que uma função pode ser utilizada com parâmetros simples e apresentar resultados detalhados, que exigiriam muita codificação se desenvolvida em outra plataforma. A linguagem traz funções de alto nível que simplificam o trabalho de desenvolvimento das funções que o usuário deseja, sobre conteúdo disponível na grande rede. Destacadas as suas múltiplas e potentes funções, o destaque se volta para a grande capacidade que ela tem de interagir e manipular grande variedade de dados e computação.

Publicidade

Ela manipula dados gráficos, científicos, financeiros, geográficos e de idiomas.

Um dos trabalhados colocados em destaque no laboratório Wolfram de programação, é um site gratuito na Web que pode ensinar a crianças e adultos os recursos da linguagem. Resultados anteriormente obtidos por este pesquisador são um reforço à curiosidade de se conhecer linguagens que utilizam expressões regulares. A descrição de seu caráter voltado para o usuário final é outro aspecto de interesse. O site de Wolfram tem informações completas sobre as formas de iniciar trabalhos com a linguagem. #Mídia