Levantamento desenvolvido pela Computer World para determinar tendências de desenvolvimento de software localiza uma forte demanda sobre o desenvolvimento de novos aplicativos para dispositivos móveis. Esta tendência ficou clara em diversas ocasiões durante o ano que passou, na medida em que novos dispositivos foram lançados quase como uma reprodução em série, enquanto a indústria de software não conseguiu acompanhar a evolução.

Como consequência os CIOs das grandes empresas que tinham como pretensão utilizar dispositivos móveis para melhoria de produtividade se acham com um grande problema em mãos.

Grande parte dos desenvolvedores de aplicativos para sistemas Windows fone, Android, ioS, são profissionais do mercado, muitos dos quais são proprietários de suas próprias empresas e atuam sob contrato ou como freelancer.

Publicidade
Publicidade

Assim, é pequeno o percentual de empresas que tem condições de atender rapidamente esta necessidade.

Esta demanda se relaciona diretamente com aplicativos para celulares, mais do que para os demais dispositivos sendo lançados, ainda que estes também tenham demanda aumentada. O problema é que sites responsivos, com tamanhos adaptados para os pequenos, não fazem parte da expertise de grande parte dos programadores.

A conversão de partes de sistemas desenvolvidos para os desktops para os pequenos não tem se demonstrado uma atividade simples. As formas de conversão não são simples e assim as empresas tem apenas convertido parte das rotinas. Arquivos pesados instalados como grandes bases de dados estão sendo adaptados para poder, por exemplo, dar acesso aos sistemas ERP e SAP para que marqueteiros e vendedores possam ter informações adicionais diretamente de seus celulares.

Publicidade

As grandes (leia-se Google) percebendo esta falha das empresas, lança aplicativos, alguns em fase de teste, que permite que diversas atividades de automação e comunicação sejam desenvolvidas em seus servidores, nos grandes arquivos colocados em sua nuvem. A evolução da metodologia BYOD - Bring Your Ow Device aumentam ainda mais a demanda, já acrescida por necessidade dos clientes. Agora, os colaboradores também querem informações pessoais acessáveis diretamente por seus smartphones. O desenvolvimento do trabalho em dispositivos móveis desloca-se de ser uma exceção para se tornar uma regra no mercado atual. O acesso na modalidade dashboard-like aumenta ainda mais uma demanda já incrementada.

Resta para as organizações correr atrás do prejuízo e das startups que desenvolvem a toque de caixa, diversos aplicativos não padronizados, mas que podem ser adaptados a diversas necessidades das empresas, de seus colaboradores e de seus clientes. Neste contexto a computação em nuvem e rotinas para garantir sua segurança ganham destaque.

Publicidade

Sistemas de CRM, sistemas de RH, além de todos os softwares desenvolvidos para clientes, como forma de facilitar a compra e consulta dos clientes, além daqueles desenvolvidos como forma de agregar valor, se tornam aplicativos que devem rodar diretamente nos smartphones. Somente o tempo pode dizer como esta situação vai se resolver.