O site Mais Emprego permite que trabalhadores se candidatem e que os empregadores busquem a mão de obra que necessitam, tudo através da comunicação eletrônica. Para se inscrever no portal e acessar o serviço, o trabalhador precisa ter, no mínimo, 14 anos, informar e-mail, o PIS/PASEP, o NIS/NIT, o CPF, o Registro Civil e a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).

O trabalhador se cadastra no site, concomitantemente com o encaminhamento do pedido do seguro-desemprego, o que permite que ele acesse, de casa, as informações sobre vagas postadas pelas empresas. Ele pode acessar informações de qualquer parte do país.

Publicidade
Publicidade

Com isso, também as oportunidades sazonais ficam disponíveis, permitindo que o trabalhador, que tenha habilidades especializadas, possa voltar ao mercado de trabalho, mesmo que em sua região não haja oportunidades.

Uma vez identificada a vaga que lhe interesse, ele pode formalizar sua candidatura pelo site e acompanhar o processo com vistas a sua contratação. As vagas disponíveis serão atualizadas semanalmente, o que visa agilizar a volta de desempregados à atividade produtiva. Além de eliminar a necessidade de intermediários, o Ministério do Trabalho e Emprego quer cumprir a meta do governo de diminuir a necessidade de assistencialismo, que hoje atende, através do seguro-desemprego, uma grande massa de desempregados, onerando fortemente os cofres públicos.

O portal permite também saber do andamento de seguro-desemprego, oportunidades de capacitação profissional e abono salarial.

Publicidade

A idéia do MTE é que, nessa aproximação entre empregados e empregadores, seja possível que, ao encaminhar o pedido de seguro-desemprego, seja efetuada uma busca que compatibilize o perfil do trabalhador com o perfil procurado pelo empregador, diminuindo o tempo de desemprego ou até realocando imediatamente o candidato, sem que o mesmo precise se valer do benefício.

Mais rigidamente, o MTE acena com a possibilidade de não conceder seguro-desemprego àquele que recusar a vaga oferecida, o que é inconstitucional.