Nos últimos dias o grafeno foi objeto de diversas notícias e manchetes. Pesquisas desenvolvidas por alunos de doutoramento na UC San Diego, desenvolveram uma técnica para geração de minúsculos espaços, compostos por uma única camada de átomos. A incrivel espessura, 100 mil vezes mais finos que um fio de cabelo, nos leva ao mundo do infinitesimal, que muitas pessoas não conseguem abstrair.

Mesmo que você não compreenda a tecnologia envolvida, é importante estar a par do que a nanotecnologia é capaz. O estudo desenvolvido em San Diego permite criar estruturas capazes de detectar moléculas individuais associadas com certas doenças e, o resultado mais promissor, neutralizar as células-tronco do câncer, melhorando as possibilidades de tratamento desta doença.

Publicidade
Publicidade

Darren Lipomi, o cientista responsável pelo projeto, define a técnica como um processo de esfoliamento de metais.

Para que o leitor possa penetrar um pouco nesta área é importante dizer que a nanotecnologia e para que ela serve, informações sem as quais tudo o que sobre ela seja dito, poderá cair no vazio. A nanotecnologia é o termo utilizado para se referir à manipulação da matéria em uma escala atômica (enormemente minúscula) com o objetivo de criar novos produtos e processos, a partir da possibilidade da tecnologia atual manipular átomos e moléculas.

Para aumentar a compreensão do conceito é importante relatar que ela abre espaço para a produção de equipamentos de alta precisão. Estes aparelhos por sua vez, permite a otimização na utilização de medicamentos, levando-os diretamente para onde são necessários dentro do corpo humano (lembra-se da incrível viagem de um grupo de cientistas em um submarino no corpo humano, em direção ao cérebro?).

Publicidade

A nanotecnologia pode reproduzir este fato, ainda que a ficção não fique completa. Quem irá tripular uma fictícia nave será um nanorobô. A miniaturização do ser humano, somente para a próxima década. Aí passará a ter significado o filme: querida, encolhi as crianças. Ou quem sabe a vingança: mamãe, encolhi o papai.

A possibilidade de diminuição da toxidade das drogas é evidente e efeitos colaterais seriam minimizados. Atacar individualmente cada célula cancerosa é um objetivo que pode ser alcançado. Na esteira do sucesso do grafeno, ainda um pouco rebelde, que deixa resíduos em sua passagem, outra tecnologia em estudos é o Silicine, mais fácil de controlar e que deve apresentar pesquisas a serem divulgadas na evolução dos estudos.

Esperamos que seu conhecimento tenha avançado mais que um "nanocentímetro". Algo tão pequeno que não seria capaz de ser mensurado. Mas com os conhecimentos que obteve nesta leituras, é possível estar mais bem preparado do que quando a iniciou. Assim irá compreender melhor a leitura de novos artigos, livros e filmes que devem trabalhar novas perspectivas, depois que os cinéfilos enjoarem dos remakes de aventuras dos seus super-heróis preferidos.

Publicidade

O neto de Batman deve estrear logo, não perca. Até a próxima viagem fantástica. #Medicina