É notória a dependência tecnológica brasileira com relação a dispositivos voltados para a realidade virtual ou aumentada. Uma empresa startup curitibana conseguiu fazer esta proeza. Ao seu final ela publica um agradecimento onde se pode ler: "Toda equipe Beenoculus agradece a todos clientes e colaboradores que acreditaram e participaram da pré-venda. Pela sua contribuição a Beenoculus atingiu o sucesso e deu mais um passo no caminho de democratizar a Realidade Virtual.".

A ansiedade pelo lançamento dos primeiros óculos de realidade virtual feitos por uma empresa brasileira era muito grande. Ele é um dispositivo que pode ser acoplado a qualquer smartphone que tenha função estereoscópica, somente presente nos celulares mais recentes.

Publicidade
Publicidade

O que impressiona é o custo do aparelho, muito menor que os similares internacionais, alguns ainda não lançados. No lançamento o preço praticado foi de R$ 99,00.

Há ainda o mérito de ter sido a única participante brasileira na CES, a maior feira de tecnologia do mundo, que aconteceu recentemente em Las Vegas.

Por trás do aspecto financeiro, pelo qual toda e qualquer empresa luta e estabelece sua missão, há um propósito de democratizar o acesso à realidade virtual no Brasil. Esta pequena empresa se tornou parceira da USP para o desenvolvimento do Homem Virtual, um projeto que desenvolve uma viagem pelo corpo humano. A ficção se torna realidade (esta história já é conhecida da indústria cinematográfica).

Para que a democratização ocorra ela distribui um kit SDK, para o desenvolvimento de jogos e aplicativos que sirvam para popularizar o aparelho, a mesma técnica utilizada pelas grandes empresas, porém com um alcance maior devido sua força financeira.

Publicidade

A versão completa para desenvolvedores com fones e controle, além de manuais e dicas de programação tem um custo de R$ 499,00.

Estes primeiros resultados podem incentivar a que outras pequenas empresas comecem a desenvolver trabalhos e sugere-se que elas busquem utilizar a técnica crowdfunding, para obtenção de recursos junto ao mercado, a partir de pequenos investidores, interessados em participar do desenvolvimento tecnológico.

Há muito de idealismo por trás da proposta, mas é preciso que a comunidade seja estimulada a ajudar e aproveitar os ganhos que parecem promissores para esta pequena empresa startup. #Curiosidades