Tantas vezes ela foi assunto, ora para elogios, ora para reclamações. Pelo menos um dia no ano, principalmente de uma nova década de vida, um olhar para seu futuro, pode representar a compreensão das razões, que a própria razão desconhece, para o seu sucesso. São poucas as pessoas que tem alguma razão na ponta da língua.

Amigos e inimigos concordam pelo menos em um ponto. A Microsoft é, nos dias atuais e quem sabe ainda por um tempo uma das maiores empresas de tecnologia do mundo. A invenção e reinvenção de muitas das ferramentas hoje utilizadas, dormiu alguma vez nas salas onde alguns pequenos gênios da programação montaram os sistemas que hoje atendem milhares de organizações por todo o mundo.

Publicidade
Publicidade

Bill Gates e Paul Allen foram seus criadores. A história é conhecida e já foi cantada em prosa e verso em muitas ocasiões. Qualquer comparação do contexto atual, onde a sociedade se encontra recheada de smartphones, dispositivos móveis os mais diversos, com a Microsoft dos primeiros dias, não têm qualquer significado. Ela ainda continua a líder dos desktops, posto que dificilmente irá perder.

Por enquanto, pelo menos é o que acreditam em Redmond, ela está perdendo a batalha no campo dos móveis, para uma grande adversária, mas ainda não perdeu a guerra. Se ela irá recuperar a hegemonia nesta área, ninguém sabe, mas da mesma forma parece que ninguém acredita nisto. De Cupertino certamente também chegam votos de felicidade e de que tudo continue como está agora.

Seu fundador, não mais o CEO, mas ainda o nome mais importante da empresa, envia uma mensagem para todos os funcionários.

Publicidade

Entre reminiscências, autoelogios e promessas, tio Bill, como é chamado em alguns recantos tanto por aqueles que o admiram quanto por aqueles que o deploram, vaticina grandes mudanças para a próxima década, já com a vela do cinquentenário encomendada, que a sociedade irá sofrer grandes mudanças.

Ele faz incursões na robótica e destaca a importância das novas tecnologias vestíveis, principalmente o desenvolvimento de aplicativos para saúde. Quando indagado se algum dia o Windows será colocado como Open Source, um sorriso maroto se estampa em sua face. Este é a esperança e um desejo de muitos dos programadores que hoje sofrem para desenvolver aplicativos para os sistemas da gigante de Redmond. Parabéns e votos de felicidade é o que todos nós podemos desejar, certos de que ainda conviveremos por algum tempo com ela.