O instituto Gartner desenvolve diversas pesquisas relacionadas com cargos para funções que trabalham com a informática e tecnologia da informação. Jack Santos, seu vice-presidente de pesquisa, vem a público fazer um alerta que pode ajudar a muitas empresas que procuram profissionais qualificados.

Segundo Santos, se uma empresa quer um bom talento em TI no mercado atual, é recomendável dirigir a sua caça a talentos para homens e mulheres que, de forma feliz, desenvolvem seus trabalhos a partir de suas casas. O teletrabalho se expande na área da informática, em grande parte devido às redes sociais e redes de relacionamento profissional.

Publicidade
Publicidade

Este fato aumenta a concorrência global e torna mais acirrada a gestão de talentos da tecnologia em uma época em que as empresas buscam reter os trabalhadores e contratar novos para preenchimento de vagas.

Os resultados do trabalho desenvolvido por Santos demonstram, sendo o que ele pretende deixar claro, como forma de orientação para as empresas, que o teletrabalho tem apresentado uma maior produtividade e pode criar um vínculo de lealdade e fidelidade ao emprego, como não se observa no ambiente de trabalho tradicional.

No último webinar Santos declarou que as empresas ainda dão pouca atenção para as práticas de trabalhos móveis e remotos. O que ele acha estranho, pois as tendências apresentadas são de um crescimento acelerado destas tecnologias, o que irá incentivar muitas pessoas ao desenvolvimento de trabalhos em suas próprias residências, em escritórios temporários, ou utilizados por diversos profissionais em regime de cooperação.

Publicidade

Em pouco tempo, deverão sobrar apenas cargos onde a presença do profissional no local é absolutamente necessária.

Caso a presença da pessoa seja dispensável e o seu trabalho pode ser controlado por tarefas, a melhor indicação é a contratação de profissionais que desenvolvem seu trabalho, nesta nova modalidade. Mudam as relações patrão e empregado e diminui para a empresa todo um conjunto de gastos que podem se refletir no atendimento de necessidades sociais estabelecidas nos contratos de trabalho. O medo da não funcionalidade de equipes montadas a partir de diferentes localidades, está cada vez mais afastado, pois no ambiente on-line as redes de relacionamento pessoal e as redes sociais se encarregam de tornar transparente o perfil profissional de seus componentes.

Aos poucos todas as barreiras vão sendo levantadas, o que torna possível afirmar, conforme declarou Santos: as organizações podem considerar como verdade o fato que o melhor talento está disponível na rede, para qualquer um, não importa onde estes recursos estejam.

Publicidade

A opção de aumento de talentos se torna um ponto favorável, e que a empresa pode utilizar em seu favor. Há um imenso banco de talentos de potenciais empregados com grandes habilidades, conhecimento e experiência para contribuir.

Para os profissionais insatisfeitos, não importa por qual razão, o medo de perder o emprego deve desaparecer aos poucos, quando esta prática se tornar mais usual, o que se espera para este ano, impulsionada pela evolução dos móveis e da necessidade que, cada vez mais, as ações de resposta aos anseios do mercado sejam dados de forma ágil. Um dos benefícios sociais aventados é a questão da inclusão social e do incentivo ao trabalho por equipes multidisciplinares e com uma visão ampliada de diversidade cultural.