Na semana que passou, rumores controversos percorreram a rede sobre uma mudança, daquelas que a Google faz sem comunicar o grande número de usuários que se valem de suas ferramentas para melhoria de seus #Negócios. As discussões giraram em torno do prejuízo que pode causar para as pequenas e médias empresas, sites com interfaces responsivas não adaptáveis aos dispositivos móveis.

Especialistas consideram que, dentro de certos limites, a nova forma de pesquisa proposta pelo mecanismo de busca mais utilizado na sociedade pode prejudicar as PMEs. É preciso aceitar que a Google quer prover a melhor experiência possível nas buscas efetuadas.

Publicidade
Publicidade

Esta sempre foi a sua proposta e a razão que a levou à liderança.

Imagine um usuário, em uma cidade, na busca de uma borracharia. O mecanismo de busca quer mostrar a este usuário todas as borracharias que existem na cidade, mesmo que o nome da cidade seja identificado. Quando o usuário efetua pesquisas por produtos, o mecanismo, da mesma forma, tem como objetivo fornecer todas as informações mais adequadas sobre determinado produto.

Diante disso, algumas mudanças foram efetuadas (em novembro de 2014). O site era indicado como compatível, ou não, com o dispositivo móvel que estava fazendo a busca, na tela de resultado. Ao fazer a pesquisa em um smartphone, por exemplo, era possível observar a apresentação da palavra composta "mobile-friendly / amigável a dispositivos móveis", ao lado dos resultados, cujos sites eram compatíveis com os dispositivos móveis.

Publicidade

Se o site não era compatível, ele não mostrava nada ao lado do resultado.

Na semana que passou, o Google adotou uma solução que está sendo considerada pelos internautas como muito rigorosa. Ela incorporou a compatibilidade com dispositivo móvel como um dos critérios de ranqueamento. Assim, sites que não são compatíveis com dispositivos móveis são penalizados e, aqueles que são, têm um melhor ranqueamento dentro das buscas feitas nos celulares e outros móveis.

Acontece, então, que muitas das PMEs com sites antigos feitos alguns anos atrás, quando estas condições não estavam em vigor e assim, são incompatíveis com dispositivos móveis, acabam prejudicadas. A única saída é o desenvolvimento de um novo site com utilização de ferramentas modernas.

O formato da tela aparece modificado, com omissão de alguns botões ou links. Isto acontece para facilitar a navegação, sendo que alguns movimentos, em sites preparados para esta tecnologia, não são mais necessários.

Assim, é preciso desenvolver um site responsivo e compatível com dispositivo móvel. A diferença de visualização entre estes dois tipos de sites é grande. Se você quer continuar sendo visto da maneira como deseja, reprograme seu site. Aproveite e utilize algumas técnicas SEO - Search Engine Optimization, vale a pena subir algumas posições. Pode valer alguns cliques e vendas a mais, quando se considera usuários que não gostam de ficar rolando telas. #Internet