Seu cartão veio com uma compra que você não lembra. O primeiro alvo dos olhares desconfiados é para sua esposa. O segundo vai para o filho adolescente. Ele chegou tarde. O terceiro vai para sua filha. O namorado fez aniversário no dia seguinte ao acontecido.

Você percorre a casa e procura achar algo diferente. Nada? Certamente alguém descobriu a senha de seu cartão e andou fazendo compras. Como fazer para proteger, de uma vez por todas, as suas senhas dos invasores. Alguns pesquisadores acabaram descobrindo um pequeno programa que irá resolver o seu problema.

A solução está nos gerenciadores de senha. Eles fornecem senhas únicas, aleatórias, para um grande número de sites.

Publicidade
Publicidade

Mas havia um calcanhar de Aquiles. Uma única senha mestra desbloqueia todo o vault (Uma área normalmente encontrada em um banco ou em outra instituição financeira. Ele é tido como um lugar seguro para armazenar informações de valor).

Foi para solucionar este problema que um novo software foi desenvolvido. Ele será apresentado no IEEE Symposium on Security and Privacy em San Jose, Califórnia. O nome da solução? NoCrack (à prova de crackers). Ele cria senhas chamarizes quando alguma senha mestre for informada de forma incorreta. Aí, o invasor, não sabe como encontrar o local secreto.

O programa foi desenvolvido por Rahul Chatterjee. Ele é um estudante de mestrado na Universidade de Wisconsin em Madison e coautor do programa. O hacker é deixado com nenhuma outra opção. Ele tem que tentar centenas de senhas em sites espalhados pela rede.

Publicidade

O pequeno programa parece já ter nascido grande. Pelo menos em ganhos financeiros previstos. Ele embaralha tudo para os hackers. Do algoritmo alterado nada sai. O cracker tem que sair pela redem andando atrás de um número ilimitado de senhas chamarizes. O custo é muito alto. E os crackers, como todo Nerd da área da computação, querem resultados imediatos.

As senhas de mentirinha não são inexpugnáveis. Um dia elas podem ser descobertas. Mas enquanto isto não acontece você estará seguro. Não precisará mais olhar desconfiado para todo mundo que chega perto de você. Principalmente quando olham (de esguelha) para a tela de seu computador, de seu tablet ou do seu smartphone.

O programa ainda não está sendo comercializado. Depois da feira, com algumas inovações, ele tanto poderá ser colocado no comércio como ser comprado por algumas das grandes devoradoras de startups. Algumas foram criadas exatamente para isto.

No momento ele parece ser um dos programas mais promissores. Existiram outros que apresentaram falhas.

Publicidade

Por isso ficam no limbo do esquecimento. Ainda há alguns itens a serem analisados. Mas o produto está bem encaminhado. Até agora passou em todos os testes. O máximo que aconteceu de erro foi ele ter enganado o próprio usuário, ao bloquear a sua entrada, depois de erros voluntários.

Além de Chatterjee, merecem crédito pelo desenvolvimento seus colegas, Joseph Bonneau, Ari Juels e Thomas Ritenspart. Espere um pouco mais. Enquanto isso tome cuidado redobrado com sua senha. Principalmente se alguma festa de aniversário estiver perto. #Mídia #Curiosidades