Parece que até hoje o Youtube nunca se preocupou com os investimentos da rede social Facebook. Porém isso pode mudar em breve: o presidente Mark Zuckerberg resolveu que remunerá o conteúdo postado na forma de vídeos em seu site.

A monetização ocorrerá igualmente como a do Youtube, sendo 55% dos rendimentos conquistados através das publicações dos vídeos pertencentes ao criador e o restante de 45% para a rede social.

Para conseguir ser remunerado pelo Facebook, os vídeos terão que aparecer em Suggested Videos, o que significa que não será tão simples para qualquer usuários conquistar um dinheiro com esse trabalho. Estes são os vídeos que aparecem logo abaixo de outros, exibidos pelos usuários.

Publicidade
Publicidade

Como acontece nos feeds de acontecimentos, a sugestão de vídeos vai exibir vários exemplos de anúncios. Segundo o Re/code, as publicidades serão divididas em um anúncio, a cada três de vídeos postados.

Por ainda não saber que maneira será cobrado dos parceiros os rendimentos. O Facebook resolveu não cobrar por enquanto os anúncios dos anunciantes que usarão a novidade na rede social. No início, poucas pessoas que criam conteúdos em vídeos poderão utilizar a plataforma, e quem efetivamente se interessar pela novidade deverá solicitar parceria a rede social.

A nova plataforma de vídeos, com os anúncios, estará disponível para iOS em algumas semanas. Ass versões para web e Android serão disponibilizadas nos próximos meses.

O Facebook cresceu 75% as suas postagens com vídeos no ano de 2014, o que explica a nova aposta da plataforma.

Publicidade

Em entrevista ao G1, Malu Lopes diretora para bens de consumo da rede social no Brasil, disse que o ano de 2014 foi o ano dos vídeos no Facebook, fenômeno explicitado pelo enorme desenvolvimento deste setor. São postados diretamente na rede social por mês, 100 milhões de vídeos. Com o crescimento absurdo, as visitas nos vídeos aumentaram 3,8 vezes de diferença aos registros de do ano interior, num total de 1 bilhão de vídeos publicados atualmente no Facebook. #Internet