O email marketing tem poder? Sim, mas quando bem utilizado, o que raramente acontece. Essa ferramenta de marketing estabelece um contato bem próximo com o cliente em potencial ou já fidelizado, passa uma mensagem de forma interessante e forte. O problema é que tem sido utilizado com má fé na compra de malas diretas ilegais e que fazem a sua empresa ir para a lixeira ou tomar um bloqueio, na categoria de SPAM (lixo eletrônico).

A empresa deve ter um formulário de contato em seu site, fazer uma pesquisa, uma pergunta, sugerir que o cliente deixe seu email caso esteja interessado em receber notícias e promoções. Se o cliente não autorizar, jamais insista, pois a única coisa que ganhará será um inimigo.

Publicidade
Publicidade

A lista pirata de endereços eletrônicos deixa uma má impressão da sua empresa, pela forma nada ética de tentar abordar um consumidor em potencial que em momento algum visitou seu site ou demonstrou algum interesse em obter informações da sua empresa.

Faça aumentar as visita no seu site e crie descontos, promoções com exclusividade para quem assinar sua newsletter. Terá, em pouco tempo, uma generosa lista de interessados em sua correspondência. Evite, também, mesmo com autorização para enviar mensagens, ficar importunando com dúzias de folhetos publicitários que, em geral, incomodam. Ao contrário, converse com o consumidor e mostre a sua importância, o atraia para o seu negócio, o torne envolvido naturalmente.

Criar uma newsletter quinzenal está de bom tamanho. Se a empresa não tem novidades constantes, por optar por uma correspondência mensal, pois é melhor do que pecar pelo excesso se não tem muito o que informar.

Publicidade

Falar de produtos e induzir a compra o tempo inteiro se torna chato com o tempo, é preciso investir também em mensagens interessantes, ofertas atraentes, conteúdo impactante. A sua mensagem tem que ter utilidade para o consumidor, e não apenas para o seu negócio.

A criação de promoções que façam o consumidor se tornar um parceiro e até obter ganhos divulgando seu negócio pode levar a sua correspondência a viralização, pois o Marketing Viral tem poder e atinge muito o consumidor na Internet. As ações virais da sua marca a colocam na vitrine, e, para pequenas empresas, é uma ótima ferramenta de divulgação.

Se ainda tem dúvidas, “dê um #Google” e pesquise algumas ações de marketing viral que derem certo para empresas semelhantes ao seu nicho de mercado. A criatividade, a interatividade, a hipermídia, fazem a diferença competitiva, como um vídeo com animação de flash, por exemplo, gifs bem animados, e, no caso de boa repercussão, sirva de exemplo para outras empresas. Isso dará credibilidade a sua marca no mercado.

Publicidade

Não se esqueça, jamais, de monitorar seu site, medir os resultados das suas estratégias e ações, sempre procurando manter o que está dando certo e melhorar o que não foi tão bom. Que tal, no caso de pequenas empresas, lançar uma cartilha, um curso online sobre essas estratégias, colocando a repercussão da sua empresa como exemplo? É uma excelente forma de alcançar respeito e valorização mercadológicos.

Use as buscas do Google para medição, sempre pesquisa palavras chave bastante utilizadas para ajuda RO consumidor a encontrar mais facilmente seu negócio. A posição privilegiada nas buscas sempre atrai mais visitantes, e sua empresa deve manter um esquema de publicação diária, se possível, para que haja bastante movimentação nas buscas.

Não se esqueça de explorar o Google Analytics para avaliar resultados, o Google Maps, que fornece a localização da empresa, sem contar o Google WebMasters, que fornece informações de como o Google vê o seu site. O Google pode ser seu melhor amigo nessa empreitada, sabendo tirar proveito de suas ferramentas. #Negócios #Mídia