Há uma boa razão para que empresas como Google e Apple não queiram que você faça download de aplicativos em lojas de aplicativos não autorizados de terceiros. Isto acontece pois, por vezes, os aplicativos são desenvolvidos para disfarçar um malware, que, por sua vez, pode comprometer gravemente o seu dispositivo, roubando informações como: fotos, mensagens, emails, vídeos e assim por diante.                                                                                                                         

Agora, se você está procurando um motivo a menos para desbloquear seu aparelho iOS, aqui está um. Pesquisadores da Palo Alto Networks, e pesquisadores chineses da WeipTech, descobriram que o malware KeyRaider iOS foi o responsável pela invasão e roubo de até 225.000 contas da #Apple.

Publicidade
Publicidade

                     

                                                                                                       

De acordo com o pesquisador, da Palo Alto, Claud Xiao, "O sistema que roda o malware é processado através do MobileSubstrate, e rouba usernames das contas da Apple, senhas e dispositivos GUID, interceptando o tráfego do iTunes no dispositivo. O KeyRaider rouba certificados e chaves privadas do serviço de notificações Push da Apple, rouba e compartilha informações sobre aquisições na App Store e desabilita funcionalidades de desbloqueio locais e remotos em iPhones e iPads".                                           

Os pesquisadores foram além e notaram que o malware também tem a capacidade de bloquear o dispositivo e cobrar para que seja desbloqueado. Seria como se seu iPad ou iPhone tivesse sido sequestrado e, se você pagar o resgate, ele pode voltar a funcionar.

Publicidade

Do contrário, seu aparelho não terá mais nenhuma serventia. Nesse meio tempo, a Apple já tinha sido informada sobre malware e as contas que haviam sido comprometidas, resta saber como resolver o problema.                                                                                                               #Ataque #Celular