As diferenças entre a gigante das pesquisas Google e o governo Chinês não são novas ou poucas, porém, para reaver sua participação no país a empresa parece estar disposta a ceder e adequar seus produtos à legislação da #China. De acordo com o The Information, a loja de conteúdo para aparelhos #Android, Play Store, voltará a funcionar na região seguindo as leis chinesas e para isso não venderá livros, músicas ou dispositivos. Apenas aplicativos.

 A estratégia do #Google com essa ação seria diminuir a grande fragmentação do Android que existe no mercado chinês. Devido a muitas fabricantes realizarem modificações profundas em várias versões do sistema, a experiência acaba sendo muito prejudicial à imagem do robô.

Publicidade
Publicidade

O recentemente lançado Android Wear (versão do sistema focada em relógios inteligentes e dispositivos vestíveis) também seria lançado com a parceria de fabricantes locais para frear a crescente venda do concorrente Apple Watch

Se for aprovada, apenas dispositivos com a versão 6.0 Marshmallow do Android (a última lançada) poderão executar a loja. Acredita-se que esse tipo de decisão tenha sido tomada pelo fato dessa atualização solucionar fragilidades sérias do SO no que diz respeito a segurança e privacidade do usuário, já que os servidores chineses da empresa foram invadidos por hackers em 2010. Tal aproximação significa que a Google pode estar tentando voltar completamente à China, inclusive com seu buscador e serviços de email, uma aproximação mais lenta e com parceiros chineses tem mais chances de dar certo e cativar a população novamente.

Publicidade

Por fim, a reentrada da Google na China também revela planos de dispositivos Android One (aparelhos de baixo custo produzidos e controlados em parceria com pequenos fabricantes) no país. O projeto visaria concorrer com outros fabricantes da região que apesar de comercializarem produtos com o SO, não participam da OHA (Open Handset Alliance) uma aliança do Google junto as fabricantes que possuem certificação do mesmo para vender dispositivos e softwares para o sistema.