Como se cuidar de um bebê não já não fosse bastante estressante, pesquisadores de segurança descobriram agora que vários modelos de babás eletrônicas são suscetíveis a invasões ou ataques de hackers também.

A pesquisa, conduzida pela empresa segurança cibernética Rapid7 e divulgada na última quarta-feira(3), testou uma gama de produtos, de diferentes capacidades e preços, que transmitem vídeos de bebês em seus berços para  telas monitorados pelos pais e outros cuidadores. A empresa encontrou falhas que permitiam que hackers visualizassem as imagens em 7 deles.

Especialistas disseram que as falhas são mais um exemplo da falta de segurança no mundo dos utilitários de casa que podem se comunicar com a #Internet, uma tendência conhecida como a "Internet das Coisas".

Publicidade
Publicidade

Quer se trate de um termostato inteligente ou um refrigerador conectado, os dispositivos estão sendo vendidos nas lojas, sem controles padronizados de segurança, e potencialmente colocando os clientes em risco

Câmeras web-streaming não são exceção. "Isto quer dizer que elas estão completamente expostas, ou deixam espaços para os hackers." - Einaras Gravrock, executivo-chefe da empresa de segurança de internet doméstica CUJO.

Mark Stanislav, um consultor sênior de segurança da Rapid7 que conduziu a pesquisa, disse que as empresas estão começando a perceber que precisam definir normas que farão com que dispositivos conectados à Internet se tornem mais seguros.

Além das preocupações óbvias com hackers rondando os dispositivos conectados de sua casa, há outro tipo de coisas de esta violação pode levar.

Publicidade

Alguns hackers, por exemplo, tem acessado babás eletrônicas, a fim de gritar e assustar as crianças e cuidadores. Coisas que a falta de controle e segurança podem proporcionar.

Mas há mais ameaças, porque a câmera tem um pequeno computador no seu interior, que se comunica com a Internet. Se alguém assumir o controle, poderia usar como um dispositivo de entrada para a rede de casa ou trabalho e roubar informações confidenciais.

Para se proteger e manter seus filhos seguros, evitando que sejam espionados enquanto dormem ou brincam, os pais podem manter o software do dispositivo atualizado o tempo todo, alterar as senhas padrão e até mesmo considerar desconectar o dispositivo sempre que não estiver usando, disse Stanislav.

Vale lembrar que também que babás eletrônicas e outros dispositivos conectados à Internet não dirão se eles já foram comprometidos. Assim, mesmo que você esteja fazendo tudo certo, a segurança ainda não está garantida. #Dicas #Ataque