Esqueça tudo que você já leu ou sabe sobre chips ou processadores de computadores atuais. O computador quântico virá para dominar tudo que existe no mundo eletrônico e virtual, e mudar a forma da qual estamos costumados a lidar hoje.

Um único computador quântico, do mais básico, seria milhares de vezes mais rápido que o supercomputador mais rápido da atualidade, devido sua complexa infraestrutura quântica baseada em Qbits. Porém, com essa nova tecnologia, terão que ser reinventadas novas linguagens e criptografias, pois um único computador quântico seria capaz de quebrar todas as senhas possíveis no planeta, em questão de alguns minutos. No entanto, teriam que ser construídas linguagens a altura desta tecnologia.

Publicidade
Publicidade

Imaginem como seria a inteligencia artificial e os gráficos de jogos com um processador quântico aplicado em um robô? Acreditem, pode ser que fique uma perfeita imitação humana, indetectável, sem imperfeições, podendo mudar de aparência a hora que quiser, inclusive, já existem alguns robôs destes na atualidade. Porém, utilizam processadores comuns, e esses robôs simples já podem fazer grandes coisas, como saltar e jogar futebol, por exemplo.

A criptografia é a RSA, utilizada no mundo inteiro por ser a mais confiável e impossível de ser descriptografada. Um supercomputador comum ficaria processando até o fim do universo e, ainda assim, jamais conseguiria resolver, porém, o algoritmo de Shor, criado pelo renomado matemático Peter Williston Shor, levaria apenas alguns minutos e, dependendo do tipo de processador quântico, levaria apenas alguns segundos.

Publicidade

Imaginem que o mais simples dos materiais eletrônicos conhecidos, no futuro terão sua suas programações baseadas em chips e processadores quânticos. Infelizmente, a parte ruim de toda essa maravilha tecnológica é que ainda estamos nos estágios iniciais dos processadores quânticos, seria equivalente aos computadores da década de 40, quando estavam saindo da tecnologia analógica para os primeiros computadores digitais, que eram algumas simples máquinas de calcular, que, ao passar dos anos, foram evoluindo e chagando aos potentes computadores que conhecemos hoje.

Bom, eu já estou esperando meu Smartphone com processar quântico chegar, com aplicativos que possa executá-los com a mente, aguardem. Isso já esta sendo feito em algumas universidades em algum lugar pelo mundo. #Inovação #Curiosidades #Blasting News Brasil