O que se conhece hoje e que temos acesso através de mecanismos de pesquisa como o Google e o Yahoo, que faz suas buscas em camadas superficiais da #Internet, não é tudo que a rede mundial tem para mostrar. Grande parte das informações contidas na rede estão no que se chama de "camadas inferiores" e que só poderá ser acessada através de navegadores próprios para essas buscas.

O passeio por essas camadas poderá levar o internauta a um mundo perigoso e desconhecido e que estimativas da Universidade da Califórnia creditam 99% de todo o conteúdo da rede.

Com o intuito de se manter anônimo na rede e não ter os seus dados e preferências rastreados pelo governo ou mesmo pelos sites de busca tradicionais, o hacker Jacob Aplebaum criou o Tor Network, que é um caminho na internet não rastreável, graças a criptografia que todas as mensagens contém, podendo ser lidas somente pelo destinatário, desde que ele também esteja conectado através da Tor Network.

Publicidade
Publicidade

Ao acessar um site de sua preferência, o seu computador tem o número de IP registrado pelo servidor, o que não acontece com o Tor, que utiliza uma rede de computadores  anônimos que fazem várias pontes criptografadas até o site destino. A rede Tor foi muito utilizada pelo site Wikileaks para a divulgação de informações confidenciais de governos e políticos corruptos de todo o mundo.

Mas o anonimato que, a princípio, pode parecer bom, traz também o lado obscuro da internet e ao navegar por esses mares pode se encontrar coisas inimagináveis, como a venda de drogas, armas, a exploração da prostituição, pedofilia, zoofilia e todas a sorte de desejos sexuais inimagináveis pela maioria.

Em uma eventual viagem a esse mundo, considerado por muitos como extremamente perigoso, lembre-se de ter um bom antivírus instalado em sua máquina e nunca faça cadastros em sites que pedem o seu e-mail ou acesso de redes sociais. 

Esteja sempre atento ao fato de que a maioria dos sites tem por objetivo roubar os seus dados, por isso, é recomendado a utilização de um e-mail falso ou temporário.

Publicidade

#Crime #Blasting News Brasil