O smartphone zenfone go conta com android lollipop 5.1, e com diversas modificações para oferecer diferentes recursos, que não estão disponíveis no android oficial do google. O zenfone go veio para brigar com o motoG.

A configuração do aparelho tem 2 gb de ram, 16 gb de armazenamento, suporte para até 64 gb e tela HD de 5 polegadas. Talvez um ponto negativo seja a falta do 4G. As duas câmeras são: a frontal, de 2 megapixels, e a traseira, com 8 megapixels e flash.

Análise

É uma produto de qualidade e, pelo preço que ele está sendo comercializado (799 reais), é, sem dúvidas, um concorrente de peso para o motoG, apesar que, tecnicamente, os dois aparelhos são bastante parecidos.

Publicidade
Publicidade

Em termos de desempenho, a escolha neste caso vai mais pelo gosto pessoal de cada pessoa. Como a marca Asus, talvez, não seja tão popular atualmente no Brasil, o motoG deve levar vantagem nisso.

O ponto negativo é a falta do 4G, porque, nos dias atuais, o 3G está se tornando a cada dia mais obsoleto, então, um aparelho lançado atualmente, que não já tenha a tecnologia 4G, é, realmente, um aparelho que já vem com uma certa desvantagem no mercado. Os 2 gb de ram é algo bastante positivo para o desempenho do aparelho, que poderá rodar aplicações de forma lisa, sem qualquer tipo de travamento, mesmo em situações de uso extremo, como em jogos mais modernos.

Vale a pena: sim, com certeza vale a pena o zenfone go, até porque, a faixa de preço dele está muito acessível a população, e ele tem uma configuração acima de mediana.

Publicidade

Ele é capaz de atender as necessidades de quem busca um bom aparelho, e num preço bom. Não briga com os tops, no entanto, entre os intermediários existentes no mercado para este tipo de aparelho, ele figura entre os melhores, numa briga bastante acirrada com o motoG, que é, em minha #Opinião, tecnicamente inferior ao zenfone go.

Acredito, portanto, que quem adquirir um zenfone go, com certeza, não irá se arrepender, porque, além de tudo, ele tem a marca já consagrada da Asus, que pode ainda não ser muito conhecida no Brasil, mas já obtém grande credibilidade em outras partes do mundo. #Inovação #Blasting News Brasil