A Ericsson, em visita da presidenta Dilma Rousseff à sede de sua empresa hoje, na Suécia, anunciou que irá dar suporte para a realização da agenda digital brasileira.

Juntamente com a América Móvil, a empresa vai trazer o primeiro sistema de tecnologia 5G para o Brasil durante o ano de 2016. Este sistema 5G da Ericsson, primeiramente focado em testes, permitirá que operadores de telecomunicações e seus parceiros, tais como instituições acadêmicas, de saúde, de energia e agricultura possam avaliar as capacidades 5G em uma rede como se a mesma já estivesse em pleno funcionamento. Além disso, as duas empresas também irão implantar um sistema de teste para a Internet das Coisas (IoT - Internet of Things - no inglês, uma espécie de revolução tecnológica com o intuito de conectar praticamente qualquer item usado no dia a dia à Internet, como por exemplo fogões, geladeiras, meios de transporte, televisores e até mesmo roupas), permitindo que as indústrias brasileiras e do setor público possam se preparar para as transformações que irão ocorrer com a TI (Tecnologia da Informação), baseadas neste sistema.

Publicidade
Publicidade

Hans Vestberg, presidente e CEO da Ericsson, disse: "As ICT (Information and Communications Technologies – Tecnologias da Informação, no português) podem apoiar a transformação de praticamente todos os setores da sociedade, bem como todas as indústrias. Estou convencido de que a próxima geração de banda larga móvel e da Internet das Coisas, possibilitada pelo 5G, irá acelerar as oportunidades para avançar em áreas da saúde, educação, serviços de energia e da agricultura, e novas aplicações dentro da indústria”.

Parceria promissora

Além de ter anunciado anteriormente parceria para a pesquisa de 5G com a Universidade Federal do Ceará (UFC), a Ericsson anunciou hoje programas adicionais em parceria com a Universidade de São Paulo (USP) e com a Universidade de Campinas (UNICAMP), que irão se realizar em 2017.

Publicidade

Vestberg continua: "Para o 5G, o nosso foco é entender como os sistemas serão utilizados tanto pela sociedade e indústrias. Para estar com redes comerciais completas prontas em 2020, a Ericsson está em parceria com a América Móvil para o primeiro sistema de teste de 5G no Brasil como uma demonstração clara da nossa vantagem competitiva, e ao mesmo tempo estamos trazendo pesquisas de laboratórios e testes de redes ao vivo”.

Com a sua experiência única de liderança em cada geração de redes móveis que surge, a Ericsson lidera a evolução de novas tecnologias neste setor, em estreita cooperação com as principais universidades técnicas e institutos de pesquisa, incluindo o Brasil. “Temos sido parte do desenvolvimento do Brasil desde 1924, e estou orgulhoso de que continuaremos a trazer a tecnologia líder da indústria em apoio à continuação do desenvolvimento do país", ressaltou Vestberg. #Inovação #Comunicação #Europa