O Facebook tem novidades: os "reactions", que são figuras que visam incrementar o botão "curtir". Eles chegam como uma reposta alternativa do Facebook aos inúmeros pedidos dos usuários pelos botões "Dislike" ou seja, "não curti."

A empresa adquiriu em setembro a patente dos "emojis" para disponibilizá-los já essa semana aos primeiros usuários em fase de testes na Europa. 

Os novos recursos para transmitir emoções nas postagens da rede social de Zuckerberg, virão acompanhados com botões que expressam sentimentos. Para ter acesso ao recurso, o usuário deverá apenas manter o botão "curtir" pressionado para revelar um menu com as figuras.

Publicidade
Publicidade

Mas o recurso só estará disponível para a postagem principal e não para os comentários associados a ela, segundo informado pelo gerente de produto do Facebook, Chris Cox, quinta-feira (8). 

"Estudamos quais os comentários e reações são mais comumente e universalmente expressos através do Facebook, em seguida, trabalhamos para projetar uma experiência em torno deles que representasse algo elegante e divertido", acrescentou Cox.   

OS NOVOS BOTÕES

Esses são os "reactions"  - como foram batizadas as figurinhas de emoções no Facebook - em inglês - Haverá um coração palpitante de "Love", uma carinha furiosa para "Angry", uma com os olhos lacrimejados para "Sad", uma sorridente com "Haha!", uma de surpresa com "Wow!" e um sorriso de felicidade para "Yeh!". 

ESPANHA E IRLANDA

Na sexta-feira (9), inicialmente os usuários do Facebook na Irlanda e na Espanha serão capazes de expressar uma gama mais completa de emoções on-line com um conjunto de novas expressões e "emojis" animados. "Como você pode ver, não é um botão de "antipatia", embora nós acreditamos que ele aborda o espírito deste pedido de forma mais ampla", disse Cox.

Publicidade

SEM BOTÃO "DISLIKE"

A cerca de um mês atrás, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg anunciou que a empresa estaria perto de testar um botão "Dislike", mas não especificou o formato que seria necessário. Mas Zuckerberg voltou atrás e disse que, embora um botão de "Dislike" tenha sido um dos mais pedidos pelos usuários, ele não quer transformar o Facebook em um lugar onde as pessoas, por exemplo, fizessem votações em postagens com a mãozinha e o dedo polegar para cima ou para baixo. 

EMPATIA É O OBJETIVO

O objetivo maior, disse ele, será para dar aos usuários maneiras de expressar empatia no Facebook. "Se você está compartilhando algo que é triste, quer se trate de algo em eventos atuais, como por exemplo, a crise dos refugiados, ou se um membro da família faleceu, então alguém pode não se sentir confortável com um botão “curtir” ou "não curtir" nesse tipo de postagem,” Zuckerberg explicou. 

O Facebook diz que vai testar como as reações se comportam na Irlanda e na Espanha para melhorar as opções e espera dar a todos os usuários do mundo a capacidade de dizer "Yeh!" e "Haha!" em breve. #Entretenimento #Inovação #Internet