O Facebook poderá em breve investir em transmissões de jogos esportivos através do chat do Facebook Messenger. Segundo alguns usuários, o aplicativo está apresentando vídeos quando percebe que a conversa aborda um evento que está acontecendo no momento. Ainda em fase de testes, a ferramenta promete ser um grande avanço diante das funções que outros mensageiros online oferecem.

O site de tecnologia The Next Web divulgou uma matéria onde dá voz a alguns usuários do Facebook Messenger que relatam o recurso de vídeos ao vivo. O rapaz, que não teve o nome divulgado, afirma que estava conversando com um amigo pelo celular sobre um jogo de beisebol da MLB quando surgiu um pop-up com um vídeo ao vivo daquela mesma partida.

Publicidade
Publicidade

Houve ainda uma mensagem do aplicativo que perguntava se os amigos queriam continuar recebendo updates da partida durante a conversa.

Mas essa não é a única novidade que o aplicativo deve apresentar nas próximas atualizações. A rede social confirmou recentemente que o mensageiro ganhará uma assistente virtual. A ferramenta, que chegará para rivalizar com a Cortana do Windows, o Google Now e a Siri do iOS, permitirá que usuários tirem dúvidas e solicitem tarefas que serão concluídas pelo sistema. No entanto, diferente de suas concorrentes, a M recebe supervisão humana em determinados processos.

O Facebook vem investindo no Messenger para fidelizar os usuários com estratégias que levam o mensageiro a se tornar um agregador de conteúdos e tarefas. Recentemente, Mark Zuckerberg deu declarações sobre o aplicativo oferecer serviços de encomendas em lojas online.

Publicidade

Outras iniciativas não tão diretas como a parceira com vários governos - inclusive com o brasileiro - para levar internet gratuita a regiões remotas do mundo devem afetar a forma como as pessoas utilizam o Messenger.

Mesmo com a M confirmada, a rede social não confirma os testes para transmissão de eventos esportivos pelo Messenger. No entanto, os testes estão acontecendo, já que outros usuários nos Estados Unidos afirmam ter visto tais vídeos enquanto conversavam com seus amigos. #Negócios #Android #Apple