A empresa Boeing divulgou esta semana uma #Inovação tecnológica que em breve poderá estar presente em nosso cotidiano. Trata-se de um novo material de metal que desde 2011 já chamava a atenção do mundo por ser uma novidade revolucionária por causa de sua estrutura diferente e por ser considerado o metal mais leve do mundo.

O novo material foi desenvolvido pela cientista Sophia Yang, que trabalha em um centro de pesquisa e inovação de uma join venture do grupo Boeing.  Ela criou um metal que é mais leve que tudo que já foi fabricado pelo homem neste sentindo e que pode ter inúmeras aplicações na indústria aeronáutica, automobilística e espacial.

Publicidade
Publicidade

Isso será possível graças a composição orgânica do material, que é formado de 99,99% de ar. O design deste metal é composto de esferas com microfuros que parece uma esponja, onde todos os pontos são entrelaçados entre si, gerando uma forma única e conectada. 

Um vídeo divulgado pelo setor de inovação da empresa na #Internet diz que o material é feito de polímero com aplicação da tecnologia 3D, sendo que o novo invento tem características similar ao osso humano, por sua resistência estrutural e capacidade de suportar peso. Também em uma resposta a um questionamento feito por um internauta no Youtube, a Boieng diz de forma técnica que "o metal é uma liga de níquel-fósforo que é revestida sobre uma estrutura polimérica aberta. O polímero é em seguida removido, deixando uma estrutura que consiste de paredes de 100 nm de espessura do níquel-fósforo, criando assim a estrutura metálica leve."

Segundo a fabricante, este novo produto é chamado de Microlattice e é a estrutura metálica mais leve já fabricada, sendo suficientemente resistente e também com grande potencial para aplicações na fabricação de aviões e nos veículos do futuro. Se amplamente utilizado nestas indústrias, o resultado será o lançamento de novos produtos capazes de suportar mais peso, pressão e proporcionar inovações inéditas nas questões de consumo de combustível, fadiga de materiais e também impactará diretamente na durabilidade de carros, aeronaves, submarinos e outros produtos. 

É preciso ressaltar que esta liga material também permitirá que as empresas redimensionem seus investimentos, graças a evidente redução de custos operacionais proporcionada pelo novo metal, devido à sua facilidade de aplicação em vários formatos, espessuras e tamanhos.

Publicidade

 

Informação adicional

O mercado aéreo é um dos mais seguros do mundo, mas também é atingido por acidentes aéreos, que ocorrem por condições meteorológicas, falha humana ou nos equipamentos de voo por todo o planeta. Mesmo com estes riscos, a aviação comercial comemorou 100 anos de existência e transportou 3,3 bilhões de pessoas em 2014, segundo informou a Associação Internacional do Transporte Aéreo.

#Curiosidades