Que a #Crise está afetando a economia do país, isso não é novidade. O brasileiro está sendo forçado a cortar gastos extras e desnecessários, diante do cenário atual que o país está passando.

Um dos mercados em evidência, que sentiu no último mês os efeitos da crise, foram as operadoras de TV por assinatura. No último mês, apenas a Vivo, GVT e NET tiveram um saldo positivo em se tratando de adesão de novos clientes. Enquanto isso, a Claro TV, SKY e a OiTV tiveram uma enorme baixa na sua base de clientes.

Sky pirata ajuda a reduzir número de clientes de TV por assinatura

Em se tratando de perdas, as operadoras vêm perdendo muito com os chamados SKY "gato".

Publicidade
Publicidade

São decoders contrabandeados do Paraguai, que conseguem driblar a codificação dos satélites e exibir toda a programação dos canais fechados, sem que o usuário tenha que pagar uma assinatura. A prática é considerada crime e as operadoras já estão se movimentando para dificultar o uso desse equipamento.

Segundo a ABTA (Associação Brasileira de TV por Assinatura), o mercado clandestino tem hoje mais de 4,5 milhões de usuários. Se compararmos ao ranking de usuários do serviço no Brasil, a pirataria hoje ocuparia o terceiro lugar de Market Share.

A campeã em cancelamentos de assinaturas foi a SKY, operadora que segue em segundo lugar no Market Share de TV por assinatura no Brasil. Só na SKY foram mais de 69 mil assinantes que optaram pelo cancelamento do serviço. Em segundo lugar em cancelamentos, veio a Claro TV, antiga Via Embratel, empresa controlada pelo grupo América Móvil e líder do Market Share de TV por assinatura do Brasil.

Publicidade

Mais de 50 mil clientes pediram o cancelamento do serviço. Em terceiro lugar, a OiTV, que vem tentando conquistar o mercado de TV por assinatura, teve uma baixa em sua base de clientes considerada alta devido à quantidade de clientes que ela possui. Mais de 10 mil clientes solicitaram o cancelamento do serviço.

Por outro lado, a NET, que também é controlada pelo grupo América Móvil, conquistou um número razoável de novas adesões: ela bateu a marca de 25 mil novos assinantes.  #Televisão #Crime