Os germens tecnológicos partiram, desde a antiguidade, de mentes visionárias, desenvolvendo-se em diversos setores.

Os Jetsons (The Jetsons), série animada de televisão produzida por Hanna & Barbera, foi exibida entre os anos 1962 e 1963 e relançada com novos episódios entre 1984 e 1987. Fez parte do programa: The Funtastic World of Hanna-Barbera, tendo como tema a "Era Espacial".

Os clássicos The Jetsons, Star Trek e Star Wars, por exemplo, conquistaram gerações em todo o mundo. Com o aprofundamento de pesquisas e projetos científicos, no século XXI, a “Era Espacial” literalmente ganhou espaço, “espaços”: No planeta Terra, num futuro não tão distante, o carro aéreo TF-X, cruzará os céus norte-americanos.

Publicidade
Publicidade

Assim como a nave de Os Jetsons, o TF-X não necessitará de copiloto e poderá comportar até quatro pessoas. Uma garagem será suficiente para abrigá-lo. 

O “aero móvel” foi criado pela empresa Terrafugia e recebeu da FAA, agência que regula o espaço aéreo norte-americano, a licença para os seus testes visando evitar qualquer tipo de acidente. Contudo, as datas dos testes são, até o momento, desconhecidas.

Qual o valor do curso e como tirar a licença de piloto? Esqueça um e outro! Serão necessárias 5 horas para aprender a conduzi-lo. Visando destinos precisos e mais seguros, contará com um GPS programado também para transmitir as condições meteorológicas da viagem, a melhor área para o pouso e espaço aéreo restrito.

Se fosse um automóvel, não seria o mais veloz do mundo, mas como não estamos falando sobre um carro terrestre, a velocidade máxima esperada do TF-X é de 322 km/h, alcançando, por voo, uma área de 500 milhas (cerca de 805 km).

Publicidade

Você deve estar se perguntando qual o tipo e quantidade de combustível, certo? Pois bem, ele é ecológico, valendo-se de baterias e de sensores, que calculam se estas serão suficientes durante o percurso.

 O TF-X está previsto para a venda em 2022 mas pelo custo de aproximadamente R$ 301 mil (US$ 150 mil), evidentemente não substituirá os veículos terrestres. Ainda. Sejamos otimistas – como sempre, será questão de tempo.

  #Inovação #EUA