Na última sexta-feira (26/02), Susan Wojcicki, uma das CEOs do Youtube, divulgou em sua conta no Twitter o link para um texto no qual um dos membros do time do YouTube Policy, que se identifica apenas como Spencer, comenta sobre as recentes críticas ao site feitas por aqueles com problemas envolvendo uso de material licenciado.

A polêmica já dura algumas semanas, e envolve vídeos e canais sendo tirados do ar por fazer uso de material licenciado mesmo que para fins de crítica, resenha ou paródia, algo que deveria ser perfeitamente legal dentro das leis americanas, caindo dentro do que é conhecido por lá como “fair use”. No caso mais recente, ocorrido na última terça feira (23/02), o canal TeamFourStars, com mais de dois milhões de inscritos e responsável por vídeos satirizando a popular animação japonesa Dragon Ball Z, foi tirado do ar por cerca de 24 horas por alegações de violação de direitos autorais.

Publicidade
Publicidade

Desde finais de janeiro alguns canais começaram a fazer vídeos questionando e criticando o YouTube por aparentemente não levar em consideração o fair use antes de remover ou desmonetizar um vídeo ou canal. Doug Walker, comediante que interpreta o popular personagem Nostalgia Critic, foi quem começou a mais nova onda de críticas, pedindo aos usuários que expusessem seus problemas com a plataforma usando da hashtag ‘Where is The Fair Use?’ (#WTFU).

No texto, originalmente escrito em 24/02, Spencer cita as diversas mudanças que o Youtube sofreu desde 2008 no sentido de abrir um maior diálogo com seus usuários.

Publicidade

“Youtube não é perfeito, mas graças ao retorno de vocês nós somos capazes de aprender rápido e melhorar”, ele diz.

Spencer também afirma que eles não têm percebido um aumento significativo na quantia de vídeos removidos, o que vai de encontro com as alegações dos usuários, que parecem ver um aumento na rigidez do sistema desde o ano passado. Porém, ainda assim ele reconhece no texto que o YouTube comete erros, e pede desculpas por isso.

O texto termina com Spencer afirmando que as críticas recentes estão reverberando no youtube. Segundo o texto, as críticas os fizeram “olhar com mais atenção para nossas políticas e ajudou-nos a identificar áreas onde podemos melhorar. Elas [as críticas] nos levaram a criar um time dedicado a minimizar erros e melhorar a qualidade de nossas ações”. (tradução livre)

As respostas dos usuários, porém, foram variadas. Alguns viram o texto com um olhar otimista, mas outros criticam ao mesmo como sendo apenas uma tentativa de minimizar as críticas, algo para tranquilizar os usuários sem realmente fazer nada a respeito.

Qual visão está correta, porém, só o tempo dirá. #Mídia #Curiosidades #Internet