A espera por uma data para o lançamento do smartphone do #Google, o Ara, acabou. Quem acompanha a "vida" da companhia de Mountain View já sabe da existência do Project Ara, um smartphone revolucionário do qual se espera ditar uma nova tendência no mundo da tecnologia. Trata-se de um Smartphone modular que, em termos mais claros, é um aparelho que permite a troca dos seus componentes fundamentais, o que inclui processador, câmera, armazenamento interno e memória RAM, por exemplo. E ainda há a possibilidade de adicionar novas funções como uma saída de áudio mais potente ou um pequeno painel para exibir informações do tempo, ou ainda um leitor biométrico para adicionar mais segurança.

Publicidade
Publicidade

Antes, o Ara não passava de um projeto e seu lançamento nada mais era que um sonho, porém, foi anunciado recentemente que a Google já está produzindo o aparelho e que tem até uma data de lançamento prevista.

O anúncio foi feito durante o Google I/O 2016, conferência anual da Google para a apresentação do desenvolvimentos e aplicações em seus sistemas operacionais e o anúncio de novos produtos, onde a própria equipe de desenvolvimento do projeto fez o alarde, confirmando que o projeto não faz mais parte do laboratório de pesquisas Google ATAP e sim é um produto próprio da Google e possui divisão própria.

Sob nova direção

O atual estágio de desenvolvimento do produto ficará ao encargo de Rick Osterloh, atual líder de hardware e antigo presidente da Motorola. Vale ressaltar que essa é a primeira vez que a companhia irá lançar no mercado um produto de fabricação e hardware próprios, já que a linha de dispositivos Nexus é feita em parceria com fabricantes terceiras, como por exemplo LG, Huawei, HTC e outras.

Publicidade

O vídeo "Ara: What's next" publicado no canal do YouTube "Google ATAP" mostra um pouco o funcionamento do Ara, e ele está como a maioria esperava: totalmente surpreendente.

Tecnologia Modular

Através do vídeo, é possível deduzir que o Ara irá contar com seis módulos, sendo estes conectados através da porta UniPro (Unified Protocol ou Protocolo Unificado), tecnologia própria da companhia que utiliza código de padrão aberto e que permite a transferência de dados a até 11,9 Gbit/s nos dois sentidos.

Lançamento

O kit de desenvolvimento será distribuído ainda em 2016, mas o consumidor só será contemplado no próximo ano, em algum momento de 2017. Mas a notícia já agrada os ansiosos e curiosos de plantão que estão doidos para ver o dispositivo na prática da vida cotidiana. #Internet #Desenvolvimento Tecnológico