De acordo com informações do setor de crimes cibernéticos do (FBI), um novo vírus denominado de ransomware anda circulando livremente pelas redes de computadores. Segundo informações o vírus é muito perigoso e limita o acesso do usuário ao seu computador. Para desbloqueá-lo, os bandidos costumam cobrar um alto valor em dinheiro. O programa criptografa dados de usuários. De acordo com informações, não há nenhum meio disponível para que os usuários possam recuperar suas contas novamente. A grande capacidade de infecção do ransonware, está gerando grande preocupação por parte das autoridades norte americanas, uma vez que o programa se espalha de forma muito rápida pelas redes interligadas com o modem infectado.

Publicidade
Publicidade

Para aqueles usuários que andam meio despreocupados com o Samas é bom tomarem muito cuidado, o departamento de crimes cibernéticos referente aos Serviços de Inteligência dos Estados Unidos (FBI) já divulgou uma nota demonstrando sua real preocupação com esse vírus. Um recente relatório do grupo Kaspersky Lab, acaba de trazer uma informação nada agradável para os brasileiros. Segundo o relatório, o país ocupa o 1º lugar entre os países da América Latina mais atacados pelo vírus SAMAS.

Para prevenir-se de uma suposta invasão do SAMAS, o gerente de segurança da Locaweb Rafael Abdo, cita algumas informações interessantes. Confira. #Entretenimento #Curiosidades

  •  Faça um  backup e atualize-o regularmente: Mantenha seu calendário atualizado e faça algumas cópias de segurança dos dados. Repita o feito duas vezes por mês.
  • Tenha um plano A e B : O ideal seria realizar ao menos três backups, o primeiro em nuvem e os demais em algum dispositivo como HD ou pendrive. Tenha em mente mais de um plano de ação, assim o usuário não terá qualquer tipo de problema para conseguir recuperar seus arquivos.
  • Atenção redobrada com links: Nunca dê cliques em todo tipo de link que você enxergar. A maioria dos hackers, geralmente, costuma disfarçar seus vírus utilizando-se de emails falsos, os mais comuns são os descontos em lojas e informativos de bancos. Também tenha atenção redobrada com mensagens de colegas de trabalhos, amigos ou parentes. Na maioria das vezes, essas mensagens não tem nenhum sentido.
  • Atenção redobrada com alguns nomes de arquivos ou pastas: Geralmente, a maioria dos vírus possui extensões específicas, portanto fique atento com as três letras finais dos arquivos.  Arquivos com as terminações a .EXE, .vbs e .SCR, também são bastante utilizadas pelos criminosos virtuais. Para facilitar seu acesso a alguns arquivos, o ideal é você habilitar a guia  de “mostrar a extensão de arquivos”. Faça isso acessando seu sistema operacional. Um exemplo, no Windows, acesse “Opções de Pastas” acesse o Painel de Controle e desabilite a guia ocultar extensão que aparece no “Modo de Exibição”.
  • Mantenha seu Software atualizado: Mantenha em dia seu software e demais aplicativos. Normalmente, a maioria dos vírus tenta explorar alguns meios de vulnerabilidades no sistema, e as manutenções periódicas têm como objetivo corrigir essas portas de entrada, assim como as falhas pré-existentes, e isso acaba por aumentar a segurança do seu computador.